SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Em campos opostos na eleição em SP, PSOL e PSB estão em conversas adiantadas para um acordo em Florianópolis (SC).

A tendência é união das legendas em torno da candidatura do deputado estadual Marquito (PSOL). A aliança pode contar ainda com o PDT.

Já o PT ensaia apresentar nome próprio. Em Santa Catarina, como mostrou a coluna Painel, da Folha de S.Paulo, o partido quer eleger até 30 prefeitos, um salto em relação aos 11 eleitos em 2020.

No campo adversário, o atual prefeito, Topazio Neto (PSD), deve tentar a reeleição. Ele já recebeu o apoio de partidos como MDB, União Brasil e Republicanos –o PL de Jair Bolsonaro se encaminhava para isso, mas pode lançar uma chapa puro sangue.