Suspeita de participação na morte do marido pastor Anderson do Carmo, assassinado em junho de 2019, a deputada federal Flordelis (PSD) foi nomeada como titular da Secretaria da Mulher da Câmara.

A informação entrou no perfil da parlamentar no site da Casa, nessa terça-feira (2/2).

Página na deputada Flordelis no site da Câmara
Perfil de flodelis

A cantora gospel também é investigada pela Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, por quebra de decoro parlamentar.

Após a quebra de decoro, Flordelis pode perder o mandato como deputada federal. Cabe à Mesa encaminhar ou não o relatório ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, que ainda não foi instalada.

No dia 19 de janeiro de 2021, a Procuradoria de Justiça deu parecer favorável para afastar a deputada federal Flordelis dos Santos de Souza (PSD) do cargo enquanto durar a primeira fase do processo criminal. A decisão agora cabe aos desembargadores da 2ª Câmara Criminal.

O desembargador Celso Ferreira Filho, relator do processo na 2ª instância, determinou que o julgamento do recurso seja colocado em pauta.

A Revista Veja também mostrou, na terça, que o governo dedicou aproximadamente R$ 10,1 milhões em emendas para a parlamentar.

De acordo com a reportagem, o Portal da Transparência do governo mostra que os R$ 10,1 milhões foram liberadas por meio de emendas parlamentares, mas que não é preciso quanto aos valores pagos.

A matéria também aponta que outros R$ 2,8 milhões, também provenientes de emendas, de menor valor em 2020, estavam empenhados, mas não chegaram a ser pagos.

Metrópoles/ Foto: Divulgação