Foto: divulgação

O sistema de estacionamento rotativo conhecido como “Zona Azul” tornou-se alvo de críticas e debates acalorados na última terça-feira (28) durante sessão na Câmara Municipal de Manaus. O vereador Rodrigo Guedes (Podemos) apresentou um requerimento exigindo esclarecimentos da Prefeitura de Manaus sobre possíveis irregularidades no funcionamento do sistema.

A proposta de abolir a cobrança pelo uso das vagas ganhou força entre os legisladores, que expressaram preocupações com a segurança e eficácia do “Zona Azul”. Sassá da Construção Civil (PT) destacou a falta de segurança no sistema e sugeriu que o Poder Executivo assumisse os custos do estacionamento.

“O Zona Azul não tem segurança. Eu acho que o poder público pode assumir esse compromisso, da população não pagar nada”, argumentou Sassá.

O vereador Ivo Neto (Patriota) relatou denúncias, apoiando a ideia de encerrar a cobrança. Ele apontou deficiências no número de vagas e fiscais, além de problemas recorrentes no aplicativo utilizado pelo sistema.

“Os números de vagas e fiscais não são suficientes, sem contar o aplicativo que sempre dá erro. O que mais a gente recebe de denúncias são as cobranças indevidas. Nós temos que ficar atentos e cobrar essa empresa para que preste e desenvolva um serviço de qualidade para a população”, afirmou o vereador Ivo Neto.

A discussão resultou na convocação de uma audiência pública sobre o assunto, proposta por Sassá da Construção, que convidou representantes do Consórcio Amazônia, responsável pelo sistema “Zona Azul”, além do Instituto de Mobilidade Municipal Urbana (Immu) e a Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Agemam) para prestar esclarecimentos.

Detalhes do “Zona Azul” em Manaus:

Atualmente, o serviço de estacionamento rotativo pago “Zona Azul” conta com 3.863 vagas distribuídas no Centro de Manaus e Vieiralves. O custo para uma hora de utilização do serviço é de R$ 3,50, permitindo que o motorista permaneça na mesma vaga por até três horas. Os créditos podem ser adquiridos pelo site www.zamanaus.com.br ou diretamente com os monitores, funcionando de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados, das 8h às 17h.

AM Post