28.3 C
Manaus, BR
5 de agosto de 2021
Destaques Mundo

Vazamento expõe mais de 50 mil alvos de programa espião israelense

Jornal inglês The Guardian revela que programa desejado pelo governo brasileiro foi usado para espionar até chefes de Estado

Um programa espião que funciona como um vírus de celular e foi desenvolvido por uma empresa israelense teoricamente para coibir crimes e terrorismo tem sido usado para espionar políticos, incluindo chefes de Estado, jornalistas, advogados e ativistas ao redor do mundo. O jornal inglês The Guardian começou a divulgar neste domingo (18/7) o conteúdo do vazamento de mais de 50 mil números de telefone que seriam alvo desse programa.

O jornal promete para os próximos dias revelar outros alvos presentes na lista vazada, incluindo “centenas de executivos de empresas, líderes religiosos, pesquisadores acadêmicos, funcionários públicos, incluindo ministros, presidentes e primeiros ministros”.

O vazamento indica que países tem usado a ferramenta para espionar adversários e até aliados. Na Índia, foram grampeados mais de 40 jornalistas, líderes de oposição e membros do governo de Narendra Modi. Na Hungria, jornalistas que enviavam perguntas ao governo de Viktor Orban viraram alvos da espionagem.

Fonte: Raphael Valeda

Fotos: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Publicações Relacionadas

Sucateado na gestão anterior, governo David Almeida restaura atuação do Manausmed

Redacao

Incêndios florestais avançam na Califórnia e aulas são suspensas

Redacao

NOTA DE ESCLARECIMENTO – Arthur Virgílio Neto

Shayenne Medeiros

Deixe um comentário

WhatsApp chat
takipçi al takip2018 takipcihilesi
takipçi al takip2018 takipcihilesi