Tabosa perde a vaga na Câmara Municipal de Manaus

Tabosa
Foto: divulgação/CMM

Por infidelidade partidária, Ronaldo Tabosa perdeu definitivamente o seu mandato de vereador na Câmara Municipal de Manaus (CMM) nesta quarta-feira (4). O processo que originou a cassação foi ajuizada pelo Partido Progressistas, no qual o parlamentar fazia parte.

Com a cassação, quem pode assumir a vaga é o suplente Marisson Roger que obteve 737 votos nas eleições de de 2016. O presidente da CMM, Joelson Silva, tem o prazo de até dez dias para providenciar a posse do suplente.

O partido pediu a execução imediata para que fosse determinado o afastamento de Tabosa do mandato. No dia 15 de outubro, a cassação do parlamentar já havia sido decidida por unanimidade pelo Tribunal Regional do Amazonas (TRE-AM) e hoje o relator determinou o seu afastamento imediato.

Em 2016, Ronaldo Tabosa concorreu ao cargo de vereador pelo Progressistas ficando com a primeira suplência. Pediu a sua desfiliação em 2018 e foi para o Podemos para concorrer à eleição daquele ano, porém não concorreu por motivos pessoais.

Tabosa logo tomou conhecimento da eleição para deputado de Álvaro Campelo, do Progressistas, que logo abriria uma vaga na CMM. Sendo assim, pediu desfiliação do Podemos e tentou voltar para o Progressistas, mas não foi aceito.

Com a posse de Álvaro Campelo na Aleam, Tabosa foi empossado na vaga do Progressistas, mesmo não pertencendo mais à agremiação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here