Suposto envolvido na compra de votos para Wilson Lima é executado

compra de votos
Foto: reprodução/Internet

Foi morto a tiros nesta quinta-feira (7), no município de Codajás, Diellisom Wendril Alves Pinheiro, 28, mais conhecido como ‘Didi’. Na noite do dia da execução, ‘Didi’ estava em um bar na companhia de Gabriel dos Santos, 24. Os dois foram executados a tiros.

Os suspeitos do crime fugiram do local e ainda não foram identificados e segundo testemunhas, Diellisom teria sido executado por “falar demais”. Em outubro de 2018, o indivíduo foi preso por agentes da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai) pelo comando do tráfico de drogas no município, com R$ 17 mil e duas armas.

Na ocasião, gravou um vídeo revelando a sua participação na compra de votos para Wilson Lima, que era candidato ao Governo. De acordo com ele, um homem identificado como “Paulo” teria oferecido R$ 12 mil para a compra dos votos e cada eleitor receberia R$ 50.

“Era pra comprar votos pro Wilson Lima porque eu devo favores a ele” foi uma das frases ditas no vídeo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here