25.5 C
Manaus, BR
25 de fevereiro de 2021
Destaques Saúde

Serviço de telemedicina é ampliado pela Prefeitura de Manaus

O prefeito Arthur Virgílio Neto sancionou a lei n° 2.647/2020. A norma autoriza o uso da telemedicina em atividades da área de saúde, enquanto durar a pandemia do novo coronavírus.

Publicada na edição n°4.895 do Diário Oficial do Município (DOM) desta segunda-feira (03 de julho), a lei, de autoria do vereador Professor Fransuá (PV), complementa o serviço de telemonitoramento que a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) realiza desde o mês de abril. A atividade tem o fim de acompanhar os casos suspeitos e confirmados das Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG), em especial da Covid-19.

No período de 08 de abril a 03 de agosto foram acompanhados 16.874 usuários, sendo predominante a faixa etária de 30 a 49 anos (51,5%) e o sexo feminino (54,6%). As doenças com maior frequência entre os usuários telemonitorados foram a hipertensão (42,2%), diabetes (19,4%), asma (11,8%) e cardiopatia (6,6%).

Com base nesses resultados, a Semsa já estuda a ampliação do serviço de monitoramento para outras situações relacionadas à saúde, como tuberculose, hipertensão e diabetes, gestantes faltosas ao pré-natal. Isso tem a expectativa de aumentar a capacidade de resolver processos das ações na Atenção Primária e da Vigilância em Saúde.

“A implantação do serviço de telemonitoramento foi uma das ações do Plano de Contingência da Semsa como estratégia complementar para o enfrentamento à pandemia, seguindo as orientações do prefeito Arthur Neto, desde o anúncio oficial feito pela OMS (Organização Mundial da Saúde)”, esclarece o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

Atendimento

O telemonitoramento permite a identificação de pacientes que precisem ser encaminhados para outros serviços de forma a tornar breve seu atendimento ou mesmo, quando necessário, faz a articulação com o Samu 192 Manaus para a remoção do paciente ao serviço de saúde referenciado a recebê-lo. O serviço também presta orientações para viabilizar a permanência dos usuários em casa, respeitando o isolamento social e fortalece a resposta e integração da Atenção Primária e Vigilância em Saúde.

O sistema de telemonitoramento foi criado a partir da parceria entre os Departamentos de Tecnologia da Informação (DTI), da Atenção Primária em Saúde (DAP) e da Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Devae) para garantir acompanhamento, de forma efetiva, oportuna e com qualidade, dos usuários com síndrome gripal (SG) suspeitos de terem contraído o novo coronavírus, registrados no E-SUS Notifica, promovendo a saúde dos indivíduos e da comunidade.

Atualmente, o Serviço de Telemonitoramento funciona na sede da Prefeitura Manaus, no seguinte endereço: Avenida Brasil, Compensa, zona Oeste, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Coordenado por uma médica cardiologista, conta com 52 operadores, sendo 29 servidores empregados da Semsa e 23 graduandos das áreas de medicina e enfermagem recrutados pela ação estratégica “O Brasil Conta Comigo”, do Ministério da Saúde. Dentre os servidores, a equipe é composta por 12 médicos, cinco enfermeiros, oito cirurgiões dentistas, uma bióloga, uma assistente social, um fisioterapeuta e um apoio administrativo, todos treinados a partir do Programa de Educação Continuada implantado no próprio serviço.

Os recursos materiais utilizados no Serviço de Telemonitoramento foram adquiridos a partir de investimentos emergenciais para enfrentamento à Covid-19, sendo 45 celulares com fone de ouvido, 35 computadores com internet por cabo de rede, Wi-Fi e impressora.

Fonte: Prefeitura de Manaus.

Publicações Relacionadas

Europa retoma toques de recolher e lockdowns para conter covid-19

Redacao

O prefeito eleito de Manaus, David Almeida (Avante), anunciará os nomes da equipe de transição

Francisco Araujo

Hospital Delphina Aziz registra 15 altas de coronavírus em um dia

Fabiane Monteiro

Deixe um comentário

WhatsApp chat