27 C
Manaus, BR
6 de julho de 2020
Destaques Saúde

“Secretários municipais afirmam que Governo não tem planejamento para socorrer o interior da pandemia”, alerta Wilker

Após reunião virtual da Comissão de Saúde e Previdência da Assembleia Legislativa do Amazonas (CSP-Aleam) nesta sexta-feira, 29, com secretários de saúde de 8 municípios do interior do Estado, o deputado estadual Wilker Barreto afirmou que o Governo do Amazonas não possui um cronograma de ações para o enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19) nas cidades do interior. Para o parlamentar, os relatos dos profissionais em alegarem a falta de assistência do Executivo para o combate da doença nos municípios colaborou com o alastramento da doença no interior do Amazonas, que ultrapassou a capital Manaus em número de casos confirmados da Covid-19.

“Os próprios secretários municipais afirmaram que não existe qualquer planejamento do Governo para o combate da Covid-19 no interior. E isso é gravíssimo, porque os municípios estão se virando com seus próprios recursos, sem nenhum tipo de ajuda do Governo. Se exista dúvidas da falta de ajuda da atual gestão com os nossos irmãos do interior, hoje não temos mais”, alertou Wilker.

Dentre as principais dificuldades relatadas pelos secretários, estão a falta de profissionais especializados, como médicos intensivistas, nas unidades de saúde do interior, a demora nas transferências de pacientes com Covid-19 para os hospitais de Manaus, o desabastecimento de Equipamentos de Proteção Individual e a tomada de decisões da Secretaria de Estado de Saúde (Susam) sem o diálogo com as prefeituras das cidades.

Além disso, as compras de medicamentos e insumos para o combate da pandemia estão sendo feitas com os próprios recursos das prefeituras, ou seja, sem nenhum tipo de ajuda financeira do Executivo.

“Todo mundo já sabia que essa doença iria se alastrar pelo interior, era apenas questão de tempo. Quando eu vejo que não houve planejamento do Governo para ajudar o interior, que é o mais sofrido e o mais desassistido, não consigo ver como enfrentar uma guerra sem logística e insumos. Os prefeitos estão sendo verdadeiros heróis”, comentou Barreto.

Susam não atendeu pedidos

Para o secretário de saúde de Maués, Franmartony Oliveira, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) não atendeu as demandas solicitada pelo município, principalmente na questão das transferências dos pacientes com Covid-19.

“Não houve realmente um planejamento com nenhum município. Acredito que todos encaminharam demandas para a Susam, mas não houve um ajuste. No caso da remoção dos pacientes, dos sete que foram para a capital, seis vieram à óbito”, explicou o secretário.

Já em Coari, a secretária municipal Francisnalva Mendes questionou o não envio dos profissionais de saúde disponibilizados pelo Governo Federal ao Amazonas para ajudar no combate da pandemia. “Queria entender porque a Força Nacional, a Cruz Vermelha enviaram os profissionais, mas eles não foram colocados à disposição do interior. É uma demanda simples para dar apoio aos municípios, mas não chega”, argumentou Mendes, cobrando ainda um plano de ação mais concreto do Governo para o interior.

Informações assessoria de imprensa – Foto: Jessen Peixoto/Unale

Publicações Relacionadas

Covid-19: Brasil registra 941 mortes desde início de pandemia

Fabiane Monteiro

Caio Coppolla, da CNN Brasil, teve diagnóstico positivo para Covid-19

Fernanda Lopes

Aluguel e respiradores caros: MP vai investigar irregularidades na Saúde

Victoria Cavalcante

Deixe um comentário

WhatsApp chat