23 C
Manaus, BR
1 de dezembro de 2020
Destaques Mundo

Rede Social não perdoa e se diverte com a fala de Bolsonaro sobre soberania brasileira

Após dizer no Fórum de Davos que queria explorar a Amazônia junto com os Estados Unidos, e com a ajuda do governador do Amazonas Wilson Lima, o presidente Bolsonaro partiu para cima de Joe Biden, candidato a presidência dos Estados Unidos. E chamou de “suborno” os US$ 20 bilhões para ajuda a preservação da floresta Amazônica dito durante debate nos Estados Unidos.

Se para o Trump os incêndios na Amazônia e no Pantanal são um problema, para o candidato democrata poderiam implicar sanções contra o Brasil. Se Biden vencer, Bolsonaro terá sérios problemas com a agenda ambiental, que já não anda tão bem aos olhos dos líderes internacionais.

A menção não é só crítica a ao tratamento de Trump ao meio ambiente, mas a sua amizade com Bolsonaro. “A primeira coisa que vou fazer é requerir ao Acordo de Paris. As florestas no Brasil, por exemplo, estão desmoronando. A Amazonia brasileira está sendo destruída vamos pegar e dar US$ 20 bilhõese dizer: está aqui pare de destruir a floresta ou terão sanções”, afirma Biden.

E é claro, que nas redes sociais o pessoal não perda e fizeram várias relações sobre sua fala de “soberania nacional” mais uma vez inventada por sua assessoria, que errou dados importantes sobre as queimadas na Amazônia.

Foto: reprodução redes sociais

Publicações Relacionadas

JBS lança projeto de R$ 1 bi para preservar Amazônia

Flavia da Hora

Arma, drogas e dinheiro: homem é preso na zona Leste de Manaus

Victoria Cavalcante

Deputados votam impeachment de governador afastado, Wilson Witzel

Redacao

Deixe um comentário

WhatsApp chat