Interior- A presidente a Câmara de Canutama, Maria Aparecida Siqueira de Almeida (MDB), esteve na mira do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), e acabou multada em R$ 13 mil.

Conforme informações, a multa é referente a várias irregularidades encontradas na prestacaode contas anual na gestão da paramentar no ano de 2018.

A informação foi divulgada nessa quarta-feira, 1º, no Diário Oficial da Corte de Contas e o valor da multa equivale a R$ 13.654,39, a presidente ainda terá, o prazo de 30 dias para efetuar o pagamento da multa que será aplicada junto ao Fundo de Apoio ao Exercício do Controle Externo (Faece).

O conselheiro-relator Antônio Júlio Bernardo Cabral julgou irregulares as prestações de contas da Câmara Municipal em parecer com o Ministério Público de Contas (MPC). 

A Corte de Contas determinou que a gestora da Câmara Municipal de Canutama regularize junto ao Fapemuc o valor de R$ 25.564,65 devido das contribuições de alíquota suplementar de exercícios anteriores.