Fotos - Cleomir Santos / Semed

Para fortalecer a segurança das escolas da rede municipal de ensino, a Prefeitura de Manaus realizou, nesta quarta-feira, 1º/9, a 3ª reunião para iniciar o planejamento de fortalecimento do Programa de Segurança na Escola (Proseg), implementado este ano pela Secretaria Municipal de Educação (Semed). O encontro contou com a participação dos chefes das Divisões Distritais Zonais (DDZs), subsecretaria de Administração e Finanças da Semed, polícias Militar e Civil e órgãos ligados à segurança pública do Amazonas.

A reunião ocorreu no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), da Secretaria de Segurança Pública (SSP/AM), na avenida André Araújo, bairro Petrópolis, zona Sul da cidade.

A ação faz parte do Departamento de Planejamento (Deplan) da Semed, responsável pelas ações do Proseg na rede municipal de ensino. A primeira reunião foi realizada com os membros do CICC para conhecer o trabalho do órgão e apresentar as diretrizes do Proseg. Já no segundo encontro, os educadores da Semed foram convidados para conhecer o colegiado, que trata da segurança no Estado do Amazonas.

O diretor do Departamento Geral dos Distritos (DEGD), Júnior Mar, que representou o secretário da Semed, Pauderney Avelino, destacou a preocupação da gestão do prefeito David Almeida com a segurança de todos na rede municipal.

“Estamos construindo um plano integrado, entre Estado e Prefeitura de Manaus, em nome do prefeito David Almeida e do secretário Pauderney Avelino. Nós estamos buscando nessa integração de secretarias, soluções com relação à segurança nas unidades escolares. Nós temos tido problemas de muitos furtos e estamos encontrando estratégias, que vamos revelar no futuro, porque há uma tratativa de bastidores ainda. Nós queremos trazer ações efetivas para solucionar o problema”, assegurou.

O secretário executivo adjunto da SSP, coronel Hermes Macedo, afirmou que essa integração é fundamental, para levar um apoio maior de segurança às escolas municipais.

“A escola para a segurança pública é referencial. Nesse momento todos os gestores vieram para que possamos ouvi-los e juntos construirmos ambientes para que os alunos possam receber os conhecimentos dos professores. Nessa integração, a gente vai realmente constituir um plano municipal específico às escolas, para podermos dar condições de segurança”, salientou.

Para o chefe da DDZ Centro-Sul, Roberth Andrey, que conta com 61 unidades de ensino em sua zona geográfica, o plano vai ajudar muito o trabalho já realizado nas escolas sobre a temática.

“Esse alinhamento é extremamente importante entre essas instituições, porque por mais que nós cuidemos da base do início desse processo, nós precisamos do acompanhamento e da segurança. Se nós queremos uma sociedade melhor, nós temos que começar como um todo e a ideia desse plano é juntar forças em prol da segurança dos educandos da nossa cidade”, disse.

— — — 

Texto – Paulo Rogério / Semed

Fotos – Cleomir Santos / Semed