29 C
Manaus, BR
23 de janeiro de 2021
Destaques Segurança

Polícia Civil: População deve ficar em alerta para golpes na Black Friday

Na última semana do mês de novembro, a Black Friday  vem oferecendo promessas de descontos extraordinários para os consumidores. Mas é preciso ter atenção e se prevenir de golpes, alerta a Polícia Civil do Amazonas.

A polícia  pede para o consumidor checar a veracidade das páginas virtuais e evitar compras por aplicativos de mensagens instantâneas, isto evita a pessoa cair na mão de oportunistas.

Constatar se as empresas não são falsas através de pesquisas, e ainda o prestador de serviço antes de comprar o produto , afirma o delegado Eduardo Paixão, titular da Delegacia Especializada em Crimes contra o Consumidor (Decon).

“Não confie naquela empresa que não informa o CNPJ ou o SAC de relacionamento com o cliente. Informar preço por ‘inbox’ também pode ser uma margem de fraude. O comerciante pode colocar o valor acima da realidade e faz você acreditar que comprou o produto em promoção”, afirma.

Outro ponto que deve ser observado pelo consumidor é o valor do produto. “Não vá a lojas em que o preço é muito abaixo do mercado, porque sabemos que pode ser uma fraude. Desconfie sempre, procure saber uma semana antes da Black Friday sobre o verdadeiro valor do produto e faça comparações”, alerta o delegado.

A delegada Ana Cristina, titular da Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), explica que é muito comum os golpistas se passarem por empresas e atraírem a vítima para uma suposta promoção.

“Os golpistas criam páginas falsas se passando por aquela empresa verdadeira. Então o consumidor é levado para o site errado. A pessoa recebe, através de mensagens, um link e, após clicar, ela é direcionada para uma página em que vão ser solicitados os dados pessoais e financeiros. E é nesse momento que o consumidor tem seus dados capturados pelo golpista”, disse.

As vítimas desse tipo de crime devem procurar as delegacias especializadas e registrar o boletim de ocorrência para que as investigações sejam iniciadas, e os criminosos, identificados.

“Jamais realize a transferência de algum valor ou compra de algum produto antes de confirmar se o site é mesmo seguro e se trata do site verdadeiro”, ressalta Ana Cristina Braga.

As denúncias podem ser feitas na Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Cibernéticos, que está situada nas dependências da Delegacia Geral, na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste da capital, ou pelo site www.delegaciainterativa.am.gov.com.br.

Também na Delegacia Especializada em Crimes contra o Consumidor fica na rua Felismino Soares, 155, Colônia Oliveira Machado, zona sul de Manaus. A unidade policial funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. O telefone é o (92) 3214-2264.

FOTO: Divulgação/PC-AM

Publicações Relacionadas

Pesquisa mostra que David Almeida vence Amazonino no segundo turno

Victória Cavalcante

Bancada do Governo Wilson Lima mais uma vez consegue adiar votação da prorrogação da CPI da Saúde

Flavia da Hora

Força Nacional permanece no Amazonas por mais 90 dias

Redacao

Deixe um comentário

WhatsApp chat