22.5 C
Manaus, BR
1 de dezembro de 2020
Destaques Política

Pastor de Michelle é acusado por sumiço de dinheiro e viaja com Bolsonaro

Jair Bolsonaro levou a bordo do avião presidencial o pastor Josué Valandro, da Igreja Batista Atitude, frequentada por Michelle Bolsonaro, e que está sendo acusado e processado pelo sumiço de dinheiro da Igreja. Ou seja, mais um pra envergonhar o Deus e os fiéis.

No final de 2017, ele foi preso em um condomínio de luxo na Barra com joias e uma esmeralda avaliada em R$ 8 milhões pela Polícia Civil. Contra o “Pastor Oséias” há mais de 40 anotações criminais desde 2012. Aparece como sócio em mais de dez empresas registradas em endereços falsos. Tinha contra si um mandado de preventiva por estelionato e falsificação de documento particular.

Estão sendo processados pelo sumiço de R$ 726.300 de uma fiel e de outros iguais. O caso está na Justiça do Rio de Janeiro, eles “arrecadam informações dos fiéis, inclusive financeiras, “tudo em nome de Deus”. Tinham “ciência das aplicações” e a incentivaram a transferir o que tinha “e mais alguns valores” para um fundo de investimentos, diz a petição.

Ele tenta expandir-se nacionalmente, por isso sempre está na cola do presidente. Viajou para três cidades paulistas nesta quinta-feira (03), com Bolsonaro para Tapiraí, Pariquera-Açu e Eldorado, no Vale do Ribeira, região em que Bolsonaro tem família.

Não é a primeira vez: em junho, o pastor foi ao Ceará com Bolsonaro, para a inauguração de um trecho da transposição do Rio São Francisco. Tanto no avião quanto nas três cidades paulistas, o pastor, Bolsonaro e Eduardo Bolsonaro ficaram sem máscara.

Fonte: DCM / Foto: redes sociais

Publicações Relacionadas

Regina Duarte e Globo encerram contrato de mais de 50 anos

Redacao

Bolsonaro participa de assinaturas de contratos do setor elétrico

Conceição Melquiades

Bolsonaro pede desculpas à deputada Maria do Rosário

Conceição Melquiades

Deixe um comentário

WhatsApp chat