Paralização parcial: cirurgiões anunciaram e cumpriram

Paralização Parcial
Foto: Winnetou Almeida

Paralização anunciada desde a semana passada, cirurgiões do Instituto de Cirurgiões do Estado do Amazonas (Icea) cruzaram os braços desde o último sábado (3). A paralização parcial afetou algumas cirurgias nas unidades da rede estadual de saúde, que foram canceladas. A classe trabalhadora cobra os valores que estão em déficit referente aos anos de 2016 a 2018.

No domingo (4), os Hospitais e Pronto-Socorro 28 de Agosto e João Lucio Machado funcionaram com seis cirurgiões no plantão. Já o Platão Araújo pode contar com nove plantonistas operando nos centro cirúrgicos da unidade hospitalar.

O Samu foi orientado pela Susam a não encaminhar pacientes para SPA e as demandas espontâneas que precisem de cirurgia geral estão sendo transferidas pelo serviço de regulação hospitalar para os prontos-socorros maiores.

Para a Procuradoria Geral do Estado (PGE) as contas ainda não foram auditadas e pontua que a paralização é ilegal. Ainda segundo a nota enviada pela PGE, existe uma liminar do juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública, Leoney Figlioulo Harraquian, do dia 14 de maio desse ano, que proíbe a paralisação dos servidores.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) um plano de ação para as unidades de urgência e emergência da capital foi montado, de forma a minimizar os impactos da paralisação parcial.

O plano visa garantir atendimento pleno à população nos Prontos-Socorros, Serviços de Pronto Atendimento (SPAs) e Unidades de Pronto Atendimento (UPA).

Haverá integração entre a Gerência de Urgência e Emergência da Susam, com o Serviço Móvel de Urgência (Samu), o sistema de regulação hospitalar e a direção das unidades para remanejamento de pacientes, caso haja necessidade.

Em nota à imprensa, a Susam lamentou pela decisão do Icea de paralisar parcialmente os serviços, pelos riscos causados à população.

“Estamos com toda a nossa força de trabalho atuando para monitorar e minimizar os impactos e evitar riscos maiores. Esperamos que tudo possa ser normalizado o mais breve possível”, disse o secretário estadual de Saúde, Rodrigo Tobias.

A Susam informou ainda, que não há paralisação nos prontos-socorros 28 de Agosto, na zona centro-sul, João Lucio Machado e Platão Araújo, na zona leste.

O atendimento também está normal no Pronto-Socorro da Zona Norte Delphina Aziz e na UPA Campos Sales, no Tarumã, zona Oeste, e UPA José Rodrigues, na Cidade Nova, zona norte.

Os prontos-socorros infantis da Zona Oeste, da Zona Leste e da Zona Sul, bem como todas as maternidades os serviços estão funcionando normalmente.

Os pacientes que necessitam nos SPAs, onde os atendimentos de cirurgia geral são de menor complexidade estão desassistidos devido a falta de cirurgiões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here