FOLHAPRESS – Para superar o nervosismo antes do desfile, cada componente tem um ritual.

Os mestres de bateria da Portela e da Viradouro, escolas que desfilam nesta segunda-feira (12), possuem hábitos quase opostos.

Ciça, mestre de bateria da Viradouro, jogou baralho com amigos por pelo menos uma hora.

É uma forma também de passar o tempo – a Viradouro é a última a desfilar.

A mesa do carteado ficou ao lado do caminhão em que estão os instrumentos.

Enquanto a equipe afinava surdos e tamborins, Ciça jogava, mas permanecia atento ao movimento dos ritmistas.

Nilo Sérgio, mestre de bateria da Portela, se apegou em mais um ano ao tradicional ritual de limpeza espiritual.

O líder da bateria da Portela, anualmente, separa os instrumentos na calçada e acende um defumador.

A Portela é a segunda a desfilar neste último dia do Grupo Especial.