27 C
Manaus, BR
28 de novembro de 2020
Destaques Segurança

Operação ‘Curuquetê 2’ em Humaitá, combate desmatamento na Amazônia

A Operação Curuquetê 2 iniciou, de fiscalização e combate ao desmatamento e queimadas no Amazonas, que se estabeleceu com a base das ações de comando e controle o município de Humaitá,com o  objetivo de atender mais cidades do Sul do Amazonas, por meio da BR-230 e BR-319.


Toda a  ação está sob a liderança do Sistema Estadual de Meio Ambiente, integrado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), que corresponde aos trabalhos in loco, e que a partir desta sexta-feira (16/10), em sua sétima fase, reiniciou.

 A equipe de agentes é integrada por: equipes do Batalhão Ambiental da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC-AM).

A Operação Curuquetê 2 que ocorre no Sul do Amazonas teve seu inicio em  junho deste ano, nesta região pois é  considerada crítica para crimes ambientais, bem como à pressão em glebas e assentamentos federais para expansão da fronteira agropecuária e grilagem de terras.

Segundo o secretário Eduardo Taveira, da Secretaria do Estado de Meio Ambiente (Sema), antes os trabalhos estavam somente em Apuí, mas agora estarão presentes em outros municípios como, Humaitá e distritos adjacentes, os municípios de Lábrea, Manicoré, Boca do Acre e Canutama.

“Nós intensificamos os trabalhos em Apuí, em um momento em que o município registrou um total de 1.422 focos de calor em agosto. Com as ações diárias de fiscalização, esse índice caiu para 382 em setembro e vem seguindo essa tendência de baixa. Desta forma nós mudamos o planejamento estratégico das missões, no intuito de intensificar a presença do Estado, agora com uma nova base de operação”, pontuou.

O secretário executivo adjunto de planejamento e gestão integrada da SSP-AM, coronel Hermes Macedo, acrescentou:

 “Mudamos nossa estratégia, de forma a atender mais municípios em menos tempo. A decisão foi tomada em conjunto pelo colegiado, que identificou a consolidação dos resultados em Apuí e a demanda emergencial para essa outra área da região Sul do Amazonas”, concluiu.

O Exército Brasileiro, apoia as atividades, por meio da operação federal “Verde Brasil 2”, para alinhamento das estratégias de combate na região.

De acordo com o gerente de fiscalização do Instituto de  Proteção Ambiental do Amazonas(Ipaam), Raimundo Chuvas, eles atuam para combater o desmatamento e as queimadas, com intuito de no próximo ano beneficiar a população.

“Ao mesmo tempo que nós estamos atuando para combate aos ilícitos ambientais, nós estamos nos preparando para uma próxima etapa, em que nós estamos adquirindo conhecimento, novas tecnologias e atuando em integração total entre as instituições, para podermos, a partir do início do próximo ano, trabalhar com mais força em benefício da população”, comentou.

Fotos: Jamile Alves/Sema

Publicações Relacionadas

Cena de horror: Mulher mata a amiga para roubar seu bebê

Jeanne Gade

Casal é preso com drogas e arma no São Raimundo

Victoria Cavalcante

Família do militar Jhonatas discordam da resposta do Exército

Jeanne Gade

Deixe um comentário

WhatsApp chat