28.5 C
Manaus, BR
30 de setembro de 2020
Destaques Economia

O auxílio emergencial pode ser estendido por pressão política

O Ministério da Economia avalia que o auxílio emergencial pode ser estendido até dezembro. Embora membros da pasta tenham preocupação com o impacto fiscal da medida, há o entendimento que pressões políticas podem levar à prorrogação.

O auxílio emergencial já demanda R$ 254,2 bilhões e representa a medida mais cara do pacote anticrise. O programa foi criado para durar apenas três meses, com valores concedidos em abril, maio e junho. Depois, foi prorrogado por dois meses (até agosto).

O ministro Paulo Guedes (Economia) defende um valor de R$ 200. Ele entende que esse valor representa aproximadamente a média recebida no Bolsa Família, e que portanto o auxílio não poderia ser maior do que isso.

A prorrogação do benefício pelo valor de R$ 600 dispensa um novo aval (e possível derrota) no Congresso. Isso porque o texto que o criou permite a extensão por ato do Executivo, mas mantendo os valores previstos na proposta (de R$ 600 ao mês).

Fonte: Fábio Pupo / Folha Press

Publicações Relacionadas

General Augusto Heleno recebe a Medalha Grandes Amazônidas

Jeanne Gade

Tragédia: Homem é partido ao meio em acidente na zona Leste

Jeanne Gade

Confiança do Consumidor cai 2,9 pontos em maio

Redacao

Deixe um comentário

WhatsApp chat