31 C
Manaus, BR
20 de outubro de 2020
Cultura Empreendedorismo

Nudismo e erotismo sem regras são expostos pelo fotógrafo tcheco Jan Saudek

O artista tcheco Jan Saudek usa suas lentes para explorar temas como morte, erotismo, símbolos políticos, corrupção, inocência e desejo.

Quando jovem, Saudek precisou superar a censura o medo da polícia secreta dos anos de chumbo do comunismo na antiga Tchecoslováquia para poder exercer com liberdade sua arte, teve que se refugiar no porão de sua casa para poder fotografar, ofício que começou a exercer aos 15 anos, em 1950.

As fotos tiradas por ele revelam uma crueldade inclemente, mas segundo o próprio, não retratam nada além da complexa natureza humana.

Estão lá o tempo, a religiosidade, o sexo, homem e mulher, os impulsos mais secretos, infância, velhice, o humor e a dor. Saudek não poupa nada e nem faz concessões, defendendo um trabalho que beira o perturbador em seus temas.

Usando quase sempre a técnica de pintar à mão suas fotografias, as imagens de Saudek parecem suceder fora do tempo e do espaço, como em um estado de sonho (ou pesadelo), em que nossas características mais complexas afloram e aparecem simplesmente, como são.

Não é por acaso que seu trabalho está nos acervos dos mais importantes museus do mundo, onde Saudek já foi tema de mais de 400 exposições individuais.

Hypeness

Publicações Relacionadas

Inscrições para eleição dos novos conselheiros do Concultura encerram nesta terça

Redacao

‘Aula Inaugural’ iniciará as atividades do Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro em 2019

Conceição Melquiades

Cantora Ellen Fernandes lança CD no Teatro Amazonas

Victoria Cavalcante

Deixe um comentário

WhatsApp chat