24.5 C
Manaus, BR
7 de maio de 2021
Segurança

Nas últimas 24 horas, PM prende oito infratores em municípios do interior

Foto de Divulgação da PMAM

Em patrulhamento realizado entre a manhã de ontem (19) e a madrugada desta terça-feira (20), no interior do estado, a Polícia Militar do Amazonas (PMAM) prendeu oito pessoas suspeitas de envolvimento nos crimes de porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e ameaça. Ao todo, duas armas de fogo, 435 porções de entorpecentes e R$ 1.233 em espécie foram apreendidos.

As ocorrências foram registradas nos municípios de Humaitá, Urucurituba e Uarini.

Policiais militares do 4º Batalhão de Policia Militar (BPM) de Humaitá (a 560 quilômetros de Manaus) prenderam, no porto da cidade, um homem de 37 anos pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e ameaça. O indivíduo estava ameaçando populares com uma arma de fogo e impedindo a circulação do trânsito da cidade. Com ele, foi encontrada uma espingarda caseira calibre 28 e a quantia de R$ 610 em espécie. Ele foi conduzido para a Delegacia Interativa de Humaitá (DHI).

Em Uarini (a 565 quilômetros de Manaus), militares do 2º Grupamento de Polícia Militar (GPM) prenderam quatro pessoas pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. O quarteto estava em via pública e apresentava atitude suspeita. Com eles foi encontrada uma arma de fogo caseira contendo dois cartuchos, 435 trouxinhas de entorpecentes, sendo 411 de skunk e 24 de cocaína, e a quantia de R$ 623 em espécie. Os envolvidos foram levados para a 58ª Delegacia Interativa de Polícia.

Dois homens, de 23 e 49 anos, foram presos no município de Urucurituba (a 208 quilômetros de Manaus) pelo crime de tráfico de drogas. Com eles foram encontradas quatro porções de maconha, dois tabletes de oxi e a quantia de R$ 610 em espécie. A dupla foi levada para a delegacia do município.

*Com informações da Secom

Publicações Relacionadas

Força Nacional permanece no Amazonas por mais 90 dias

Redacao

Corpo é encontrado em área de mata no Mauazinho

Redacao

Polícia Civil do Amazonas explica sobre como são caracterizados os crimes hediondos

Edivan Filho

Deixe um comentário

WhatsApp chat