25.5 C
Manaus, BR
28 de setembro de 2020
Especiais

“Não sou laranja de ninguém”, declara pré-candidato a Prefeitura de Manaus, Orsine Jr

Orsine Jr

Em entrevista ao programa de rádio Amazônia Press No Ar, o pré-candidato a Prefeitura de Manaus pelo Partido de Mobilização Nacional (PMN), Orsine Oliveira Júnior apresentou as suas principais propostas e prioridades caso assuma o cargo de prefeito do município. Orsine Jr é ex-secretário da AmazonasTur e declarou que o turismo hoje precisa de “oxigenação” e que pretende fazer mais pela área.

“O Amazonas tem uma verba de R$ 1 bilhão do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviço e Interiorização do Desenvolvimento do Estado do Amazonas (FTI) e que no passado já foi usado para pagar muitas contas, contas dos rombos na saúde e de algumas outras coisas que deixam para trás. O dinheiro do turismo é um dinheiro de investimento, não é despesa. Se você não investe, você não vai ter turismo. O nosso turismo está precisando urgentemente de atenção e investimento. Sem a política pública do turismo, não vemos resultado e nós temos o maior tesouro da humanidade que é a Amazônia. Temos que promovê-la mais”, pontuou.

Ainda falando sobre o turismo, o pré-candidato criticou a falta de emparelhamento dos instrumentos turísticos locais e a pouca infraestrutura voltada para essa área, citando a Marina do Davi que serve como ponto de embarque para turistas e de moradores que se deslocam para as comunidades do Rio Negro. “Não podemos permitir, em uma cidade como Manaus, que o embarque de turistas para o Rio Negro seja na Marina do Davi. Não podemos conceber que não existe na Ponta Negra o embarque e desembarque desses turistas”.

Ao ser perguntado sobre a sua relação com o ex-governador Amazonino Mendes, Orsine disse que a relação política entre ambos encerrou, visto que cada um possui projetos políticos divergentes com todo o respeito que deve existir em uma “boa política”.

Para a mobilidade urbana, o pré-candidato apresentou a proposta voltada para que os ônibus sejam fiscalizados e que a localização deles seja enviada para os seus usuários, semelhante ao que acontece com os aplicativos de transporte, no qual o indivíduo sabe exatamente a hora exata em que o transporte vai chegar para evitar o estresse por parte dos usuários. Além disso, declarou que acredita na necessidade de uma planejamento de engenharia de trânsito em Manaus para que haja fluidez e rapidez nele.

“Não sou um factóide, não sou um fake news, não sou um laranja de ninguém. Essa garra, esse trabalho e essa força de vontade, você pode esperar de mim na Prefeitura de Manaus”, finalizou.

Confira abaixo a entrevista completa:

Publicações Relacionadas

Advogada fala sobre direitos trabalhistas e novas modalidades de contrato de trabalho

Fernanda Lopes

Luíza Simonetti explica o que é preciso para fazer uma adoção

Conceição Melquiades

Os dançarinos Marcos Vinícius e Sandra Valéria foram atração do Amazônia Press hoje

Conceição Melquiades

Deixe um comentário

WhatsApp chat