28.3 C
Manaus, BR
17 de junho de 2021
Destaques Política

Na CPI, Ernesto mente sobre relação com China, vacinas e defende Eduardo Bolsonaro

O ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo fez alegações falsas sobre sua relação com a China e sobre a chegada de vacinas ao Brasil durante seu depoimento à CPI da Covid no Senado, hoje (18). E ainda defende fala de Eduardo Bolsonaro (PSL) acusando a China.

Em março, depois de o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) acusar a China de ser culpada pela pandemia de covid-19 e “esconder algo grave”, a diplomacia de Pequim reagiu atacando duramente o parlamentar. Ernesto Araújo, por sua vez, cobrou da China uma retratação. A rusga interrompeu por quase um ano o diálogo entre o então chanceler e a embaixada chinesa no Brasil.

“Na nota que eu fiz e publiquei como chanceler eu disse que o governo brasileiro não endossava as declarações de Eduardo Bolsonaro. No entanto, o embaixador da China tinha se excedido ao republicar uma publicação do Twitter que dizia que a família Bolsonaro é o veneno do Brasil. Procurei chamar atenção para isso.”

Foto: Ariel Costa

Publicações Relacionadas

Com este “Novo Normal” muitas mães buscam hábitos saudáveis com o objetivo de uma qualidade de vida melhor

Redacao

Corpo de um jovem encontrado com sinais de tortura na AM-10

Jeanne Gade

Paulo Guedes deixa clara a intenção em acabar com a Zona Franca, Sidney Leite protesta

Conceição Melquiades

Deixe um comentário

WhatsApp chat