Fotos: Douglas Santos SES-AM e Jeane Cavalcante CHZN

Oftalmologia, proctologia, ginecologia e mastologia são as especialidades contempladas pela ação voltada aos pacientes na fila do Sisreg

Até abril deste ano, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), espera realizar 2.120 cirurgias nas especialidades de oftalmologia, proctologia, ginecologia e mastologia em pacientes cadastrados no o Sistema Nacional de Regulação (SisReg). Somente neste final de semana, estão sendo feitas cerca de 500 cirurgiasoftalmológica de cataratas no Hospital Delphina Rinaldi Abdel Aziz, unidade vinculada à SES.

No primeiro mutirão de 2024, realizado entre os dias 23 a 25 de fevereiro, 361 cirurgias oftalmológicas de catarata foram realizadas. Outros 100 procedimentos foram realizados em fevereiro nas especialidades de proctologia, ginecologia e mastologia. Na sexta-feira (01/03) foram feitas 115 cirurgias de catarata, de acordo com balanço do hospital. Neste sábado (02/03), já foram feitos 72 procedimentos na mesma especialidade. Neste domingo (03/03), prossegue o mutirão de cirurgias de cataratas, a partir das 7h. 

O secretário de Saúde do Amazonas, Anoar Samad, destacou o empenho do Governo do Estado para intensificar as cirurgias no Delphina Aziz. “Serão mais de 2 mil cirurgias até a primeira quinzena de abril. Neste final de semana, nós estamos realizando um mutirão de cirurgias de catarata. É a Saúde trabalhando cada vez mais para melhorar o atendimento à população e para redução de filas”, disse o secretário. 

Fora o mutirão, No Delphina Aziz são realizadas, em média, 1.300 cirurgias em diversas especialidades por mês. “Todo esse avanço só está sendo possível por causa da união de várias frentes de profissionais e da determinação do Governo do Estado”, pontua o diretor operacional Norte, Oeste e Centro-Oeste do Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), José Luiz Gasparini.

Para Taynah Miranda Leão, médica-cirurgiã do Hospital Delphina Aziz, a maior satisfação é fazer parte da realização de sonhos de pacientes que aguardam por esses procedimentos. “É uma grande oportunidade fazer parte desse mutirões tão bem organizados, feito com tanta segurança, com dedicação de toda a equipe. Ver aquelas pessoas que aguardavam pelas cirurgias finalmente conseguindo realizar um procedimento é gratificante”, avaliou a médica. 

Tecnologia

Os procedimentos de cataratas realizados na unidade contam com a tecnologia de facoemulsificação com implantes de lentes. Considerado o melhor e mais seguro procedimento médico para o tratamento de catarata, a facoemulsificação é reconhecida por ser a mais precisa e menos invasiva técnica para o tratamento cirúrgico e cura da catarata. 

Nesta técnica, o cristalino (lente natural do olho) acometido pela catarata é removido através do auxílio de um aparelho de ultrassom desmancha o seu conteúdo e ao mesmo tempo aspira. Logo após é implantada a lente intraocular no local adequado para que seja feita a substituição do cristalino que acabou de ser removido. 

O procedimento é realizado com uma caneta do aparelho facoemulsificador e microinstrumentos, que manipulam a catarata dentro do olho com cortes milimétricos. É uma técnica que em muitos casos não requer pontos de sutura para fechamento. A recuperação é rápida, o paciente volta para casa pouco depois do procedimento.

Outro mutirão de procedimentos cirúrgicos seguem agendadas para acontecer na unidade até o mês de abril, nas especialidades de proctologia, ginecologia e mastologia.