23 C
Manaus, BR
1 de dezembro de 2020
Destaques Mundo

Mercenários são capturados pela Venezuela após tentativa de sequestrar Maduro

mercenários

Neste domingo (10), 11 mercenários que planejavam sequestrar o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro e entregá-lo às autoridades dos Estados Unidos foram presos pelo governo venezuelano acusados de terrorismo. O governo do país já havia confirmado outras prisões com essa mesma tentativa e agora tem o total de 40 presos como terroristas.

Os Estados Unidos ofereceram uma recompensa de US$ 15 milhões (R$ 86 milhões) por informações que resultem na prisão de Maduro. A empresa americana de segurança privada SIlvercop organizou a tentativa de sequestrar o presidente venezuelano por meio de um plano chamado ‘Operação Gedeón’.

O chefe do comando estratégico operacional militar das Forças Armadas, o almirante Remigio Ceballos informou em seu Twitter a captura dos oitos terroristas mercenários e ressaltou que o inimigos da pátria continuarão sendo investigados e capturados.

Mais cedo, havia sido informada a prisão de outros três mercenários por uma tentativa de invasão marítima na Colônia Trovar, que fica a uma hora de Caracas.

De acordo com Maduro, os homens se reuniram e vieram da Colômbia. Dois deles são os militares norte-americanos aposentados Luke ALezander Denman e Airan Berry, Em seu depoimento, Luke confessou que o plano era colocar Maduro em um avião e levá-lo aos Estados Unidos. Durante pronunciamento deste domingo, o presidente venezuelano ressaltou “Vamos capturar todos eles”.

O assessor do líder da oposição Juan Guaidó, o político Juan José Rendón, falou que assinou um acordo com a Silvercorp e pagou 50 mil dólares pelo serviço, mas que não autorizou a execução do plano. No dia seguinte à captura dos primeiros mercenários, o diretor da Silvercorp, Jordan Godreau, afirmou que havia sido contratado para realizar a invasão.

Com informações do Painel Político*

Publicações Relacionadas

Idoso é preso e condenado ter mantido relações sexuais com criança de 10 anos

Redacao

TSE confirma eleições em Macapá nos dias 6 e 20 de dezembro

Flavia da Hora

Trump diz que ataques a petroleiros “têm a assinatura” do Irã

Redacao

Deixe um comentário

WhatsApp chat