24.5 C
Manaus, BR
18 de abril de 2021
Destaques Política

Medida: Juiz Leoney Figlioulo atende o pedido do MP pelo Lockdown

A decisão do Juiz Leoney Figlioulo Harraquian, na tarde de sábado (2), que foi expedida para ter cumprimento imediato, é de fechamento do comércio não essenciais em Manaus.

O pedido foi encaminhado pelo Ministério Público do Estado do Amazonas, em função do aumento do número de casos de Covid-19 em todo o estado. O fechamento terá de ser cumprido, mesmo que seja necessário a força policial.

Os serviços considerados não essenciais, permanecerão fechados pelo período de 15 dias, até nova determinação ser expedida.

A ação movida deve ter cumprimento em caráter de urgência. A penalidade prevista, é multa de R$ 50.000 mil reais por dia, ao governador do estado. O juiz determinou o fechamento devido também ao número de mortes que vem crescendo.

A medida visa garantir a segurança da saúde pública. O fechamento dos serviços não essenciais, será até o dia 18 de janeiro. A decisão judicial anula o último decreto.  A ordem pública deve ser mantida ainda que pela força.

O Ministério Público considerou que os hospitais particulares, tem seus leitos 100% ocupados, isso significa que os pacientes destes destinos irão para a rede pública de saúde.

Harraquian também determinou que seja incluído no boletim diário da Covid-19 número de pacientes, do interior e da capital, inclusive os que são encaminhados pela rede privada de saúde, que aguardam na fila de espera vaga para internação em leito de UTI e clínico.

Foto: Portal CM7

Publicações Relacionadas

Polícia identificou um dos suspeitos do roubo de R$ 9 milhões na joalheria

Jeanne Gade

Marco Feliciano é expulso do partido Podemos

Redacao

Amazonas volta a atingir estado crítico em ocupação de leitos de UTI

Victória Cavalcante

Deixe um comentário

WhatsApp chat