24.5 C
Manaus, BR
2 de março de 2021
Política Saúde

Joana Darc e Saullo Vianna entregam carta ao ministro Teich com propostas para enfrentamento ao novo Coronavírus

A deputada estadual Joana Darc (PL) participou de reunião com o ministro Nelson Teich, que está na capital do Amazonas para discutir a situação do enfrentamento ao novo Coronavírus. Neste domingo, 4, ela e o deputado estadual Saullo Vianna (PTB) assinaram carta entregue ao ministro, com propostas de apoio ao combate ao vírus nas comunidades indígenas do Estado e da população nas áreas urbanas. Também cobraram a abertura do hospital de campanha, anunciado pelo Governo Federal no dia 11 de abril, para o Estado.

“Nosso Estado tem diversas peculiaridades. Uma delas é a distância entre a capital e os municípios. Em muitos deles só se chega de barco. Então escrevemos uma carta e entregamos ao ministro, solicitando um olhar diferenciado para nossos indígenas e para toda nossa população, com propostas viáveis”, disse Joana.

A deputada também pediu celeridade no cumprimento da promessa da construção de um Hospital de Campanha no Amazonas, pelo Governo Federal. “Tudo indica que maio será o pior mês do pico de contaminação, por isso mesmo precisaremos de todo o apoio e ajuda deste ente para que juntos, possamos salvar vidas do Estado do Amazonas”, destacou.

Indígenas

Joana e Saullo lembraram que o Amazonas concentra a maior população indígena do Brasil. Em face dessa realidade, com indígenas aldeados, indígenas isolados e indígenas que vivem em cidades entre outras circunstâncias, os parlamentares fizeram sugestões ao ministro.

O deputado estadual Saullo Vianna (PTB) reforçou o pedido de apoio, especialmente para as comunidades de Parintins e municípios adjacentes, como Itapiranga, Barreirinha, Maués, Nhamundá, São Sebastião do Uatumã e Urucará. “A primeira paciente indígena a contrair a Covid-19 no Amazonas foi de Parintins, município onde a situação também está crítica. Por isso também peço apoio do Ministério da Saúde para que possamos proteger nossos povos indígenas”, completou.

Na proposta, considerando inicialmente os indígenas aldeados e os residentes no interior do Amazonas, a deputada estadual Joana Darc afirma que é preciso que o Governo Federal observe a possibilidade da construção de Hospitais de Campanha nos municípios que dispõem de Bases do Exército Brasileiro, especialmente São Gabriel da Cachoeira, Tabatinga e Tefé, além de considerar outras calhas, a exemplo, a calha do rio Juruá, onde existam grandes populações indígenas.

Enquanto ações específicas, com objetivo de garantir a permanência desses povos nas aldeias, a deputada solicitou, ainda, que sejam disponibilizados, com urgência, acesso à água potável; distribuição gratuita de sabonete, sabão em barra, detergente, álcool gel, água sanitária e cestas básicas em áreas ocupadas por comunidades indígenas.

A deputada também solicitou equipes multidisciplinares de atenção à saúde indígena (EMSI), qualificadas e treinadas para enfrentamento da Covid-19, que possam atender e orientar os povos indígenas, além de testagem rápida gratuita aos indígenas, distribuição de medicamentos e equipamentos médicos.

Entre as demais propostas, Joana também sugere que o Estado impeça o acesso de não indígenas, sem autorização, às Terras Indígenas, com objetivo de coibir a disseminação do novo coronavírus nas aldeias.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Deputada Joana D’arc

Foto: Matheus Ponce

Publicações Relacionadas

Projeto sobre amamentação em local público é aprovado

Redacao

Covid-19: com mais de 434 óbitos em um dia, São Paulo tem novo recorde

Francisco Araujo

PMN no Amazonas busca diálogo com novo partido do Brasil

Conceição Melquiades

Deixe um comentário

WhatsApp chat