Gustavo Sotero é condenado a mais de 30 anos de prisão

“Eu tô muito arrependido, consternado e triste. Aquilo que aconteceu, não pode acontece com ninguém.

Teve fim após três dias de julgamento, na noite desta sexta-feira (29), o caso “Sotero” no qual o Conselho de Sentença do Tribunal do Júri do Amazonas condenou Gustavo Sotero, a mais de 30 anos de prisão em regime fechado por quatro crimes cometidos dentro de uma casa noturna de Manaus.

O Tribunal do Júri também condenou o réu por tentativa de homicídio e lesão corporal. Sotero também perdeu o seu cargo de policial civil.

Gustavo sotero
Foto divulgação

Pedido de desculpas

“Eu peço perdão a toda a família da vítima”, disse o delegado de polícia Gustavo de Castro Sotero, durante o seu interrogatório.

Ao longo de toda a oitiva, o delegado reafirmou que disparou os tiros para tentar se defender da agressão feita pelo advogado.

“Eu precisava me defender, precisava me manter vivo”, afirmou.

Condenação

Com relação à morte de Wilson Lima Justo Filho, o tribunal colocou a pena fixada em 15 anos e 10 meses de reclusão.

Além disso por volta das 13h, foi dado um recesso de 30 minutos ao julgamento.

Antes da pausa todavia, o réu declarou: “Eu tô muito arrependido, consternado e triste. Aquilo que aconteceu, não pode acontece com ninguém. Eu peço que vocês julguem com justiça”.

Primeiramente conforme os autos, Sotero cometeu crime de lesão corporal contra Fabíola Rodrigues, esposa de Wilson, que fixou a pena de 3 anos e 6 meses de reclusão. Já a lesão corporal contra Yuri José Paiva resultou em 2 anos e 6 meses.

Em relação a Mauricio Carvalho, Sotero teve a pena fixada em 8 anos e quatro meses de reclusão, somando a pena de de 30 anos e 2 meses de reclusão que deverá ser cumprida inicialmente em regime fechado.

De acordo com  a decisão, Sotero cometeu homicídio privilegiado com duas qualificadoras, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Além disso o motivo fútil foi negado.

Conforme a sentença proferida,Sotero não poderá apelar da sentença em liberdade, portanto ficará preso em regime fechado, uma vez que já foi condenado pelo Tribunal do Júri.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here