23.5 C
Manaus, BR
23 de janeiro de 2021
Cidades Destaques Especiais

Grupo de amigos sai pelas ruas de Manaus doando comida e doces para moradores de rua no Natal

Compartilhamento é também um ato de amor e carinho ao próximo. Enquanto a maioria das pessoas estão se confraternizando nas vésperas de natal entre os seus entes queridos, o Natal tem o significado de reunir as famílias para um momento mais íntimo de alegrias e regado de muita comida e bebidas. Muitos se planejam com antecedência para esse momento particular e até entre em grupos de amigos.

O Natal tem o poder de transformar os lares em um ambiente de tranquilidade, de paz, e felicidades, mesmo que seja por algumas horas ou enquanto a bebida não toma de conta da situação.

Fazendo do uso do compartilhamento, um grupo de pessoas resolveram doar o seu tempo, amor e principalmente comida para moradores de rua, esses que as vezes mal tem o resto de comida nas latas de lixos ou quando imploram por um lanche. Essa atitude orquestrada pela Ação Social ‘Doe Com Amor,’ coordenada pela fundadora Larissa Ribeiro, que já vem desenvolvendo esse trabalho desde o ano 2016, entre várias ações e projetos sociais.

“Estou passando por um momento difícil particularmente e de luto com a perda de membros da família, mas esse era um momento que precisava me doar para outras pessoas, foi um momento mágico em prol de fazer o bem para outras pessoas, pois eu pude ver a alegria de alguns moradores de rua por algo tão simples e que temos todos os dias em nossa mesa, que é a comida. Espero que possamos fazer mais vezes essa corrente do bem ao próximo”, disse Jéssica Aurora, 26 anos, que fez parte da ação social.

Outro membro que esteve na ação ‘Doe com Amor’, é o fotógrafo Márcio Materazzo, 34, que participou da sua primeira ação social, porém, meteu a mão na massa e ajudou a embalar todas as quentinhas e doces que seriam distribuídos à noite. O fotógrafo, que esteve desde os primeiros momentos da produção dos alimentos, relatou que presenciou uma cena que guardará por toda sua vida, primeiro foi que outras pessoas estavam fazendo a mesma iniciativa de doar comida e roupas, mas principalmente deixando de confraternizar-se com as suas famílias para levar ajuda a quem precisa. Outra cena que ficará marcada é a história de um homem que estava morando na rodoviária de Manaus, ele estava triste porque foi enganado, estava sem dinheiro e condições de voltar para sua cidade de origem, Cuiabá no Mato Grosso, mas que teria conseguido a quantia Necessária para a compra das passagens para chegar até sua casa. Mas o que marcou esse morador enganado foi o fato da doação de comida e um pouco de afeto, que fez lembrar de sua família no Mato Grosso. “ Esse foi o meu melhor natal e ficará eternizado para toda a minha vida, simplesmente porque temos tudo em nossas casas e vivemos bem, nunca mais vou reclamar das coisas bestas que acontecem em nossas vidas”, concluiu.

“Esse final de ano foi de correria devido a pandemia do covid-19, onde muitas empresas que prestamos serviços estavam com seus trabalhos acumulados e ainda precisávamos nos organizar além da empresa também nos dedicar a campanha desse ano #JUNTOSPORUMNATALSEMFOME, foi um verdadeiro desafio para mim e todos os nossos amigos e parceiros que foram fundamentais desde o início até a entrega das quentinhas nas ruas de Manaus. Esse gesto de amor e fraternidade será lembrando por toda a minha vida e jamais esquecerei dos sorrisos, das felicidades de pessoas tão simples, humildes e que vivem pelas ruas da nossa cidade”, disse Larissa Ribeiro.

“A ideia do projeto social ‘Doe com Amor’, é levar amor como diz a logo, mas é também de reunir os amigos, parceiros e pessoas que tanto amo, como a minha mãe que fez o impossível para que tudo desse certo e deu certo no final, em nome da Lucélia Alves Vieira, quero agradecer a todos que puderam se ausentar de suas famílias nesse dia (24), e transformaram as suas próprias vidas para melhor e de tantas outras”, finalizou Larissa Ribeiro.

Publicações Relacionadas

Corregedoria de Justiça instrui cartórios sobre a obrigatoriedade da aplicação da Lei de Proteção de Dados Pessoais em operações extrajudiciais

Fernanda Lopes

Estreia do polêmico filme “40 Dias – O milagre da vida”

Flavia da Hora

Bolsonaro veta perdão das dívidas das igrejas por medo de impeachment

Flavia da Hora

Deixe um comentário

WhatsApp chat