Golpes da Pirâmide se tornam cada vez mais comuns em Manaus

Foto: divulgação/PC-AM

O delegado titular da Delegacia Especializada em Crimes contra o Consumidor (Decon), Eduardo Paixão, diz que o trabalho da equipe de investigação constatou que existe um número crescente de golpes relacionados a investimentos no modelo comercial de pirâmide financeira em Manaus, em vendas de criptomoedas.

De acordo com o delegado, os golpistas chamam atenção das vítimas prometendo retorno financeiro rápido e com valores bem altos. “Os interessados no serviço oferecido se iludem com promessas de ganhos elevados com criptomoedas. A partir disso, formulamos os sete passos com o intuito de auxiliar a população que almeja investir em moedas virtuais. É importante que o investidor procure saber quem lidera a empresa e consultar a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), para saber se a venda é regulamentada”, garante o delegado.

O delegado também explicou que existem sete principais formas para identificar a ação criminosa:

Líderes

Se esta suposta empresa tem líderes que convocam pessoas oferecendo rendimentos e bônus por convidar mais investidores, se caracteriza como pirâmide.

Promessas

Geralmente prometem rendimentos diários de 1,5% a 5%. Esses valores são fora do normal, e servem para seduzir as pessoas. A verdadeira criptomoeda não paga tudo isso, e nada no mercado oferece esses juros.

Retorno garantido

Todo investimento é orgânico e requer tempo, como esse mercado é inconstante e pode acabar a qualquer momento, não tem como existir previsão de retorno.

Rentabilidade

Planos de rentabilidade com produtos que envolvem a compra fixa de pacotes destes produtos? Possível golpe

Criptomoeda própria

Esse é um motivo a mais para desconfiar, precisa fazer uma boa pesquisa de mercado, verificar a confiabilidade.

Ostentação

Quando existe muita publicidade em forma de ‘Líderes ostentação’ ou ‘blogueiros publicitários mentindo lucros’, é sempre bom desconfiar.

Planos de investimento

Oferece planos de investimento? Consulte a CVM; se não tiver autorização, é ilegal, possível pirâmide.

Denúncias sobre possíveis crimes como esse, podem ser feitas nos canais de denúncia da Decon, por meio dos telefones: (92) 3214-2264 e 99962-2731, ou pessoalmente na sede da especializada, situada na rua Felismino Soares, bairro Colônia Oliveira Machado, área sul de Manaus.

Além disso, é importante que a delação seja, também, formalizada na CVM, por meio do número 0800 025 9666, e ao Ministério Público Federal (MPF), pelo 2129-4700.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here