28.5 C
Manaus, BR
21 de outubro de 2020
Especiais

‘Gabigol da torcida’ pede ajuda para recuperar celular deixado em transporte por aplicativo

Gabigol

Por volta das 6h40 da manhã desta quinta-feira (27), o carioca Jeferson Sales, mais conhecido como ‘Gabigol da torcida‘, esqueceu o celular do modelo Xiaomi Mi 9, da cor vermelha e preta, em um transporte durante uma corrida por aplicativo.

Em entrevista ao programa Amazônia Press no Ar, ele falou sobre o episódio e pediu ajuda aos ouvintes e internautas para que quem encontrar o celular, entre em contato pelo 99202-7383.

“Nesse telefone tem muitas informações, tem meus trabalhos e muitas coisas importantes que não posso perder. Então, se você sabe quem achou ou se você tiver achado, por gentileza, entre em contado para devolver porque até a minha passagem para voltar ao Rio está no dispositivo”, disse

O sósia do Gabigol veio a Manaus para participar de uma homenagem aos flamenguistas feita pela escola de samba Vila da Barra, que foi campeã do grupo de acesso das escolas de Manaus. A personalidade cumpre agenda na capital manauara até o dia 02 de março.

Além disso, durante a entrevista ele falou sobre a sua primeira experiência no Carnaval de Manaus e que o momento foi bem marcante na sua vida. “Foi um prazer imenso estar nessa cidade maravilhosa. Nunca me imaginei entrando em uma avenida, já tô até querendo fazer isso no Rio de Janeiro. Ainda mais que fiquei ali na frente da ala do Flamengo”, disse.

O Amazônia Press no Ar é um programa diário transmitido pela rádios FM 89,3, de segunda a sexta-feira. Para saber mais, confira a entrevista completa na íntegra.

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM JEFERSON SALES, SÓSIA DO GABIGOL

Transmissão da Amazônia Press – Entrevista com Jeferson Sales Sósia do Gabigol.

Posted by Amazônia Press on Thursday, February 27, 2020

*Colaboração de Gabriel Ricardo

Publicações Relacionadas

Luíza Simonetti explica o que é preciso para fazer uma adoção

Conceição Melquiades

A influência da igreja evangélica na Política, na América Latina

Redacao

’Fui carvoeira, quebradeira de coco, passei fome, mas venci’, conta médica

Redacao

Deixe um comentário

WhatsApp chat