22.5 C
Manaus, BR
1 de dezembro de 2020
Saúde

Família de candidata à Miss Amazonas 2018 esfaqueada está acampada no 28 de Agosto

Apunhalada na barriga pelo venezuelano Ernesto Cadeira Rodrigues, de 26 anos, e internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Pronto Socorro 28 de Agosto, a jovem Mabel Travassos luta pela vida depois de ter vários órgãos perfurados. Do lado de fora do hospital a família dela está acampada há dez dias e reza para que a vítima sobreviva à violência sofrida no último domingo (24), durante a festa de Carnaval da Banda do Boulevard. “Minha filha foi apunhalada quando brincava com os amigos. Estamos aqui e somente sairemos quando ela estiver recuperada”, disse a mãe Marlene Travassos, 46, depois de dormir mais uma noite ao relento.

Mabel, é a única menina dentre os cinco filhos de Marlene. Ela é professora no município de Iranduba, e cursa Educação Física e técnica em higiene bucal. “Minha filha é minha melhor amiga, me dói muito vê-la nesse estado, eu daria tudo pra estar no lugar dela hoje; estamos em oração pela nossa princesa. Nossa família está acampando na frente do hospital, mas eu só saio no dia que formos pra casa, temos muita fé em Deus” disse Marlene.

Mabel Travassos.

O irmão, Éder Oliveira dos Santos, 23, reza pela irmã “ela é forte, nossa família é unida e estamos juntos mandando energia positiva e, claro, queremos justiça por parte do poder público. Esse caso não pode ficar no esquecimento, queremos justiça” afirmou o irmão.

Irmãos Eder e Rafael Travasso.

Providência divina

A técnica em enfermagem Mischele, que atendeu Mabel no dia da agressão, conta que somente a providência divina e os cuidados com ela na mesa de cirurgia e na UTI a mantém viva. “Ela é uma guerreira e está lutando pela vida. Fiquei amiga da família, porque também moro em Iranduba e estou acompanhando a cadeia de orações deles e isso é emocionante”, afirmou Mischele.

Boletim atualizado

Segundo boletim divulgado nesta terça, Mabel apresenta quadro estável, alimentando-se por meio de sonda. “A tomografia evidenciou uma pequena lesão, porém, sem a necessidade de nova cirurgia. Com 32 pontos, hoje começaram a retirar alguns. A UTI não tem ar condicionado e isso prejudica. Mabel ainda está com febre e sem previsão de alta”, comentou a mãe, Marlene.

Felipe Ferreira do Carmo, que estava com Mabel no momento da agressão, também foi esfaqueado pelo homem identificado pela polícia como Ernesto. Ele teve perfurações próximas ao coração, costelas, atingindo os pulmões, no braço e na mão esquerda. Felipe recebeu alta e se recupera em casa. Ele irá visitá-la na tarde desta terça-feira (5) na UTI.

Mabel Travassos e Felipe Ferreira.

Fotos: Arquivo família Travasso

Publicações Relacionadas

Rede Estadual de Proteção da Pessoa Idosa levará ações a Maués

Redacao

‘Rezar não basta, devemos assumir responsabilidade’, disse o Dalai Lama sobre coronavírus

Francisco Araujo

Secretária de saúde Simone Papaiz testa positivo para coronavírus

Redacao

Deixe um comentário

WhatsApp chat