24 C
Manaus, BR
28 de outubro de 2020
Artigos Pastores Edson e Lenir

Família – crises

Salmos 127

1 – Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.
2 – Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois assim dá ele aos seus amados o sono.
3 – Eis que os filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão.
4 – Como flechas na mão de um homem poderoso, assim são os filhos da mocidade.
5 – Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, mas falarão com os seus inimigos à porta.

INTRODUÇÃO – Não temos a menor dúvida de que a família é um projeto vitorioso de Deus e que, desde o início, o próprio Deus tem zelado por ela.
Também não podemos negar ou ignorar que esta família está passando por um momento delicado, onde os valores foram perdidos e que o inimigo tem investido pesado contra a mais santa criação de Deus.
Sim, afirmo ser a mais santa criação de Deus por entender que Deus sempre quis ter uma família só pra sí. Este sonho começou no Édem, com o primeiro casal, passou por Noé, pelo povo de Israel e hoje a igreja.

É até fácil entender este projeto de Deus quando vemos as estruturas que foram determinadas pelo próprio Deus. No caso da família, é um corpo, cujo marido é o cabeça. A igreja, igualmente é um corpo, sendo Jesus o cabeça.

Mas o que deu errado no projeto de Deus? Nada deu errado no projeto de Deus. Nós que, pela nossa humanidade, pequenez e malignidade não aceitamos a interferência divina na nossa vida, preferindo viver em pecado. Com isso, várias crises tem advindo sobre nossa família, desestabilizando as nossas bases, trazendo-nos uma insegurança enorme e às vezes grandes sofrimentos.

Vejamos algumas destas crises:
1 – FALTA DE COMPROMISSO COM DEUS
Temos falado insistentemente sobre a nossa comunhão superficial com Deus, com o nosso evangelho medíocre, dos cultinhos domingueiros.
2 – FALTA DE AMOR
Esta falta de compromisso com Deus tem refletido diretamente na nossa relação com a família e com a sociedade, com o amor se esvaindo rápida e perigosamente do nosso coração, já que o amor é um dom de Deus que o derrama nos nossos corações e na nossa vida.
3 – FALTA DE TEMPO
O ativismo, até bem intencionado, sob a desculpa de que queremos dar o melhor para a nossa família, tem nos criado um verdadeiro abismo, trazendo uma separação com consequências mortais e irreversíveis.
4 – FALTA DE COMUNICAÇÃO
Já que nem temos tempo para a convivência, como então teremos tempo para os importantes e insubstituíveis diálogos?
A falta de comunicação traz também uma consequência cruel e criminosa: falta de interesse pelas pessoas. Os pais já não notam que os filhos estão bebendo, fumando, namorando. O que é pior: se estão felizes ou infelizes.
5 – FALTA DE AUTORIDADE
Perdemos a nossa autoridade, à medida que os nossos filhos perderam o respeito por nós.

ALGUMAS CONSEQUÊNCIAS DESTAS CRISES:
1 – MATERIALISMO
Coisas mais importantes que pessoas. Pastor René, certa vez, nos contou a história de um cidadão de Feira de Santana que acabara de comprar uma Pajero. A sua filhinha de dois anos, inadvertidamente, com um prego, escrevia ou desenhava algo na lataria do recém chegado carro novo. O pai, quando percebeu o estrago feito pela criança, a título de disciplina, deu uma só chinelada na mãozinha da pequena infratora. Resultado: a mãozinha começou a inchar, depois a roxear obrigando os pais a levarem para o hospital. Mas infelizmente, a mão gangrenada teve que ser amputada.
Imaginem a cabeça de um pai ao ver a mãozinha da filhinha ser amputada por causa de uma Pajero?

2 – CONSUMISMO
Compramos o que não precisamos e às vezes até que não podemos. O mercado está tão dinâmico e faminto que você compra um aparelho e com meses ele já foi ultrapassado por um lançamento novo, mais completo.

QUAIS SÃO OS RESULTADOS DESTAS CRISES?
1 – DESCARACTERIZAÇÃO DA FAMÍLIA
Famílias que são um ajuntamento de pessoas estranhas morando debaixo do mesmo teto.
2 – EXISTENCIALISMO
A humanidade cada vez mais doente, com problemas psicológicos, síndromes disso e daquilo, depressões e algumas patologias novas.
3 – PERMISSIVIDADE
Estamos aceitando tudo o que o mundo está nos impondo, sem o menor questionamento.
4 – IMORALIDADE
Antes, a imoralidade estava somente nas esquinas, nas madrugadas das grandes cidades. Hoje, estão na sala das nossas casas, através das nossas televisões.
5 – VIOLÊNCIA
Estamos condenando as nossas crianças e adolescentes à violência. A televisão nesta semana mostrou um menino e 12 anos sendo apreendido em São Paulo por causa de um assalto. O pior é que ele é reincidente.

QUAL A SOLUÇÃO?

Deixar o Senhor edificar a nossa casa.
Fico impressionado com o tamanho do amor de Deus. Ele criou a família e nós fizemos o favor de destrui-la. Agora, Ele mesmo se coloca à nossa disposição como solução, para a restauração da nossa vida.

Edson e Lenir de Jesus – São Pastores da Igreja Batista Bíblica de Flores – Uma Igreja de Poder – Manaus – AM.

Publicações Relacionadas

Como fomentar o esporte

Francisco Araujo

Obediência – Abraão

Francisco Araujo

Unção da multiplicação

Francisco Araujo

Deixe um comentário

WhatsApp chat