24.5 C
Manaus, BR
25 de novembro de 2020
Destaques Segurança

Fábrica de cosméticos clandestina fechada pela Delegacia do Consumidor

Interditada pelos policiais da Delegacia do Consumidor (Decon), nesta quinta-feira (8), uma fábrica clandestina de cosméticos, que eram produzidos esmalte com tintas de impressoras, para dar a cor ao esmalte.

A fábrica ficava na Zona Norte do Rio onde eram produzidos cosméticos de forma clandestina. As investigações, conseguiram identificar o dono da fábrica e extrair dele as informações de como eram fabricados os produtos.

O homem foi preso em flagrante, e responderá por crime de falsificação e adulteração de produtos. A pena pelos crimes pode dar até 15 anos de prisão.

A fabrica funcionava em um depósito no térreo de um prédio residencial no bairro da Penha.Foram encontrados no local pelos agentes 20 funcionários trabalhando de forma irregular e sem equipamentos de proteção individual (Epi’s).

 “A fábrica não tinha nenhum tipo de autorização da Vigilância Sanitária. O dono utilizava álcool 70 e tinta de impressoras”, disse o delegado André Neves. O material era revendido em grande parte do Rio de Janeiro.

Foto Portal AM24

Publicações Relacionadas

Coluna de apresentador local denuncia descaso da saúde pública do Amazonas com pessoas com câncer

Luciana Silva

Guedes promete criar programa de renda ainda maior que Bolsa Família

Victoria Cavalcante

Amazonas Energia participa de operação conjunta com Polícia Civil

Fabiane Monteiro

Deixe um comentário

WhatsApp chat