30.5 C
Manaus, BR
19 de outubro de 2020
Política

“Eu carrego a sinceridade e a transparência”, afirma pré-candidato a vereador

Com vontade de representar a Zona Leste na Câmera Municipal, Silas Cidade é um dos pré-candidatos a vereador da capital do Amazonas. Aos 34 anos, é esposo, pai, teve muitos trabalhos no Exército Brasileiro, foi mecânico de automóveis e já ganhou sua renda em vários outros trabalhos. Ele é um dos fundadores do Instituto JUSMAF (Instituto de Ação Social Juntos Somos Fortes).

O portal Amazônia Press conseguiu entrevistar Silas Cidade na tarde desta segunda-feira (21) através da plataforma de videoconferência Zoom. Ao ser indagado sobre sua história, ele disse que costuma trabalhar com foco de ajuda ao próximo e, no momento, está centrado no desejo de ajudar os outros por meio das políticas públicas. Sobre a sua motivação para se tornar político, o pré-candidato Silas Cidade contou que é devido à necessidade: “A necessidade que o povo tem de políticas públicas transparentes e verdadeiras para a cidade de Manaus”, relatou ele. O óbito de sua mãe em 2018 por falta de assistência social e médica reforçou essa necessidade aos seus olhos.

Antes do Instituto JUSMAF, já existia um projeto com mutirões, só não existia uma estrutura física. Silas Cidade acabou se doando, dando o espaço da casa que possuía na época da fundação. A necessidade do instituto social é atender a população manauara e do estado do Amazonas, não possuindo fins lucrativos e nem políticos, sendo legalizado, não possuindo parcela com gestões públicas e essa é uma diretriz independente que a instituição tomou pra si. Silas Cidade foi afastado da instituição, no período de 7 meses, para não comprometer a meritocracia do local.

Silas Cidade também falou da acolhida de seu atual partido, o Democracia Cristã (DC), após a sua saída do PSL. Através de pessoas experientes na política de dentro do partido, ele tem recebido orientação. “Eu carrego a sinceridade e a transparência”, disse ele ao Amazônia Press, quando se refere a valores que carrega do partido. “Sei da necessidade da minha cidade e sei a necessidade da população”, também disse pela experiência no Instituto JUSMAF.

Silas Cidade também foi indagado pelo Amazônia Press sobre seu olhar para o estado de pandemia. “Futuramente a gente vai ter que trabalhar com o sistema de prevenção à doença. Sabemos que a medicação, a vacina, já foi criada, está sendo testada e em janeiro do ano que vem ela vai tá no mercado. Sabemos disso. Mas isso nos traz o que? O autoconhecimento do que tem que ser feito e do que pode ser feito para não aconteça mais um desastre desses na humanidade”. Silas Cidade também vê que a pandemia mostrou quem é quem, como se referiu às corrupções realizadas nesse período, como o que foi demonstrado na CPI da Saúde. “Eu, Silas, pra covid-19, eu preciso, como vereador, preparar a minha cidade, a nossa cidade, para que ela não venha a sofrer um grande colapso no futuro sobre a volta da pandemia. Porque é um risco de ela voltar porque a gente já falha na prevenção”. E concluiu sobre o tema “Volto a afirmar, acredito que o melhor caminho hoje, na pandemia, é a prevenção”.

Ao Amazônia Press, Silas Cidade também falou de pontos que considerou importantes para um possível vereador, como a transparência e os gastos em aspectos que considera fundamentais em tempos de pandemia. Ao ser indagado sobre o que ele, como pré-candidato a vereador, pensa em fazer para os menos favorecidos, Silas Cidade disse que é uma classe que ele carrega com carinho, devido a ele ter sido vendedor de picolé, vendedor de balas no ônibus, trabalhador na feira de São José e, assim, conhecedor da sua fala. “Aos menos favorecidos, políticas públicas justas, fiscalizar para eles”, falou o pré-candidato a vereador, “Para que a assistência chegue a eles”. E Silas Cidade apontou “Vereador pra mim não tem que tá preso no gabinete. Tem que ir lá na rua ver a necessidade do povo. Se trabalha num horário, 8 da manhã e fica até as 14 na Câmera Municipal, ele pode muito bem no período da tarde fiscalizar a cidade”.

Também ele respondeu sobre o que pode ser providenciado, caso vereador, para as mulheres, tendo em vista que elas são a maioria na Zona Leste e na cidade de Manaus. Silas Cidade afirmou sobre seu projeto com parceria internacional para câncer de colo de útero, bem como um projeto para apoiar as mães que possuem filhos nas escolas públicas de nota alta e também para ajudar a reduzir a inserção desses jovens para a criminalidade.

Fonte: Assessoria de Silas Cidade.

Publicações Relacionadas

‘Moro não fez um pronunciamento, fez uma delação premiada’, diz Serafim

Conceição Melquiades

Estabelecimentos estão proibidos de cobrar taxas por perda de tíquete

Redacao

Desembargador Domingos Jorge Chalub é eleito novo presidente do TJAM em votação realizada por meio de videoconferência

Francisco Araujo

Deixe um comentário

WhatsApp chat