Espetáculo ‘Mi Clamor’ retrata crise migratória dos venezuelanos

Foto: divulgação/Mi Clamor

O espetáculo de dança contemporânea ‘Mi Clamor’, da Baillare Companhia de Dança (RR) retrata a crise migratória dos venezuelanos que chegam ao Brasil, fugindo da fome, desemprego, doenças, violência e do caos instalado em seu país. A performance será apresentada gratuitamente nesta quinta-feira (8) às 19h, no Les Artistes Café Teatro, na Av. Sete de Setembro, 377, Centro.

A apresentação, que faz parte da programação da 12ª edição do Sesc Amazônia das Artes do Sesc, busca despertar no público, por meio da música, corpo e movimentos, um olhar humanitário à crise migratória em Roraima, conforme informações da Baillare Companhia. Ainda de acordo com o grupo, todo o trabalho artístico foi concebido por meio de pesquisas, entrevistas, visitas em abrigos, vivências e interações com os refugiados. A criação do espetáculo foi dividida por temas: a caminhada para chegar ao Brasil, a esperança, violência, prostituição e o envolvimento em situações ilícitas.

O espetáculo ‘Mi Clamor’ tem direção coreográfica de Soraya Souza, direção musical e iluminação de Orlando Júnior, e figurino de Marlene Barbosa. Os bailarinos em cena são: Cristiely Memória, Everton Alves, Josiele Ferreira, Marcos Vinícius, Ivana Sanches, Nathana Lindey e Soraya Souza.

Amazônia das Artes

O Sesc Amazônia das Artes estimula e difunde os bens culturais da região, com apresentações de espetáculos gratuitos nas linguagens de teatro, dança, circo, música, literatura, artes visuais, performance e cinema. Participam do projeto os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins – estados que compõem a Amazônia Legal –, tendo ainda o Piauí como convidado.

Serviço

O quê: Espetáculo ‘Mi Clamor’, da Baillare Companhia de Dança (RR)
Quando: dia 8 (quinta-feira), às 19h
Onde: Les Artistes Café Teatro – Av. Sete de Setembro, 377, Centro
Quanto: Gratuito
Classificação: Livre

Viva Manaus

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here