25.5 C
Manaus, BR
28 de setembro de 2020
Economia

Embraer faz demissão em massa sem negociar com os trabalhadores

A Embraer anunciou nesta quinta-feira (3) a demissão de 900 trabalhadores que estavam em licença remunerada. O corte em massa acontece um dia após o encerramento do programa de demissão voluntária (PDV) da companhia, que teve 1.600 adesões em todo o país.

Em nota, o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos diz que as demissões foram feitas sem qualquer negociação com a entidade, o que viola o acordo de preservação de emprego assinado em 9 de abril, durante o período de calamidade pública provocado pela pandemia do coronavírus.

Em abril, a companhia aeronáutica norte-americana Boeing anunciou que rescindiu acordo de US$ 4,2 bilhões para adquirir a divisão de aviões comerciais da Embraer.Para especialistas, a situação atual da companhia exige a busca por recursos para que possa integrar novamente os seus segmentos.

“É um crime o que a Embraer está fazendo com esses trabalhadores. Enquanto mantém altos executivos com salários milionários, demite 2.500 pais e mães de família que dependem de seus empregos para sobreviver. Não aceitaremos essa medida. Vamos buscar todas as formas de luta para reverter as demissões”, afirma o diretor do Sindicato, Herbert Claros.

O sindicato convocou uma assembleia com todos os demitidos, hj à tarde, na portaria da matriz, na Avenida Faria Lima, em São José dos Campos (SP), nesta quinta.

Fonte: DCM / Foto: Cássio Roosevelt

Publicações Relacionadas

Após campanha Amazonprev bate recorde no número de aposentados recadastrados

Conceição Melquiades

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.039 em 2020

Victoria Cavalcante

Bruna Marquezine alega ser fake conversa com Flay sobre Neymar

Fabiane Monteiro

Deixe um comentário

WhatsApp chat