Educadores do Amazonas participam do primeiro Encontro Regional de Ensino e Astronomia

Foto: Jakeline Xavier
Em atividade didática, os professores fazem a representação do Sistema Solar em escala real. | Foto: Jakeline Xavier

Mais de 80 professores participam até amanhã, 15, do primeiro Encontro Regional de Ensino e Astronomia (EREA), na Escola Normal Superior da Universidade do Estado do Amazonas (ENS/UEA) em Manaus. O evento é realizado pelo Núcleo de Ensino e Pesquisa em Astronomia (Nepa), em parceria com a organização da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA).

“A ideia é capacitar os professores no ensino de astronomia e astronáutica, com metodologia diferenciada e materiais acessíveis, indo além do livro didático”, explica o astronauta e idealizador da OBA, João Canalle. Ele e sua equipe, composta por 5 estudantes de astronomia estão ministrando palestras e cursos para os participantes do evento.

Foto: Jakeline Xavier
João Canalle e Nélio Sasaki, respectivamente. | Foto: Jakeline Xavier

O coordenador do Nepa, Nélio Sasaki, explica que a astronomia é muito ampla, podendo ser trabalhada nas áreas de humanas, exatas e biológica. “Muitos professores que estão aqui, vieram de Borba, Macapuru e outras cidades bem distantes de Manaus. Muitos nunca viram um telescópio, é uma oportunidades para eles também, que vão regressar com ferramentas inovadoras para o seu trabalho”, disse.

O EREA fará a doação de 39 caixas, com materiais usados no curso, prontos para serem aplicados em sala de aula. As escolas representadas também ganharão uma luneta, se ainda não tiverem uma.

Um dos educadores que vieram de longe participar do evento é Eduardo da Costa, professor de química do Centro Educacional de Tempo Integral (CETI) José Holanda Cavalcante, em Borba, município 215 quilômetros da capital. Para ele, a experiência tem sido muito boa. “Se os alunos já ficam intrigados com os documentários, que passamos, imagina com um material que eles mesmos poderão fazer?!”, relata.

Foto: Jakeline Xavier
Eduardo da Costa, professor de química do Centro Educacional de Tempo Integral (CETI) José Holanda Cavalcante, em Borba, município 215 quilômetros da capital. | Foto: Jakeline Xavier

Marçal Leal é professor de ciência e química, e coordenador de Ensino Médio no Centro Educacional Adalberto Valle. Ele explica que escola participa há anos da OBA. Ele conta que participa do eventos para levar aos alunos novos métodos que os encantem e os motivem a ter interesse pelo científico, com curiosidade sadia e otimização do tempo na internet.

Foto: Jakeline Xavier
Marçal Leal é professor de ciência e química, e coordenador de Ensino Médio no Centro Educacional Adalberto Valle. | Foto: Jakeline Xavier

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here