31 C
Manaus, BR
13 de julho de 2020
Destaques Saúde

Doentes crônicos devem manter tratamento durante a pandemia, alertam especialistas

Com a pandemia do novo coronavírus, as pessoas têm se preocupado mais com os cuidados com a saúde para não pegar a Covid-19. Entretanto, o medo do contágio tem afastado os pacientes com doenças crônicas dos consultórios, laboratórios e clínicas no mundo todo. Em Nova York, o número de ataques cardíacos aumentou em 8 vezes durante a chegada do novo vírus. Já no Brasil, observam-se relatos de casos mais graves admitidos em hospitais por falta de acompanhamento médico-ambulatorial e abandono de tratamentos fundamentais para a saúde.

Especialistas alertam que pacientes com comorbidades como diabetes, câncer e hipertensão ou acometidas por outras doenças precisam manter seus tratamentos. Além disso, pessoas que sentem qualquer sintoma devem procurar um médico, pois o diagnóstico precoce pode auxiliar o tratamento e aumentar a sobrevida do paciente. “Os cuidados com a saúde são fundamentais, principalmente para os pacientes crônicos que têm necessidade de avaliação periódica, devido ao uso de medicamentos ou realização de tratamentos, como por exemplo os pacientes renais, oncológicos e cardiopatas. O monitoramento médico é fundamental para que não haja outros impactos à saúde”, afirma a médica endocrinologista e consultora do Sabin, Dorothy Carriço.

Os serviços de saúde têm se preparado para manter fluxos separados e seguros para atender à população nos cuidados com a saúde, além de muitos médicos disponibilizarem o atendimento por telemedicina, permitindo que o paciente não tenha interrupção do seu tratamento e reduza seus riscos de contágio. Para dar segurança aos pacientes e colaboradores, o Grupo Sabin de Medicina Diagnóstica adotou várias medidas para manter o ambiente livre de coronavírus. “Com a pandemia, o cuidado foi redobrado. Além de todos os protocolos de higienização, as estruturas das unidades foram adaptadas com novos processos e equipamentos para garantir maior segurança, eficiência e agilidade no atendimento. Implantamos várias medidas preventivas para proteger e conscientizar nossos colaboradores, que estão na linha de frente desta pandemia. Além disso, disponibilizamos álcool em gel para a higienização das mãos e o uso de máscaras é obrigatório”, explica a gestora regional do Sabin no Amazonas e Roraima, Ana Pedra.

Para as pessoas com suspeita de contaminação pelo novo coronavírus, laboratórios oferecem serviços em formatos seguros que possam evitar a disseminação da doença.

“Em Manaus, os testes para detecção de Covid-19 estão sendo realizados em unidades de atendimento exclusivas (Av. Leonardo Malcher, Praça 14 de Janeiro, e Rua do Comércio II, Parque 10), onde são oferecidos o exame PCR e também os sorológicos, além do serviço drive-thru (Av. das Torres, 830 – Aleixo). Para realizar os testes capazes de detectar a doença é imprescindível a apresentação da solicitação médica”, afirma a gestora.

Ana Pedra lembra ainda que, caso o indivíduo apresente sintomas do coronavírus como tosse seca, coriza e dor de garganta, a pessoa deve evitar o contato com qualquer outra pessoa, evitando também frequentar locais públicos ou áreas comuns de condomínios. “O paciente deve procurar atendimento médico quando perceber que os sintomas estão se agravando, com febre ou falta de ar”, conclui.

Informações: Assessoria de imprensa – Foto: Freepik

Publicações Relacionadas

Sobe para 32 os casos notificados de febre maculosa em Contagem

Redacao

Movimentos pagam mais de 500 inscrições de negros no Enem

Victoria Cavalcante

A psicologia explica o que diz o contato visual sobre sua personalidade

Francisco Araujo

Deixe um comentário

WhatsApp chat