26.5 C
Manaus, BR
26 de fevereiro de 2021
Política

Deputados protocolam representação no MPF/AM contra governador Wilson Lima devido à crise de oxigênio

Foto: Maurílio Rodrigues/Semcom

Os deputados estaduais Wilker Barreto e Dermilson Chagas, ambos do Podemos, protocolaram, na noite da última segunda-feira, 18, uma representação no Ministério Público Federal do Amazonas (MPF/AM) civil e criminal contra o governador Wilson Lima (PSC) pelos possíveis crimes de improbidade administrativa e gestão temerária. A ação ocorre em virtude das mortes nas unidades hospitalares do Amazonas por conta da crise do oxigênio, agravado com o aumento dos novos casos da Covid-19.

De acordo com a representação, a falta de planejamento do Executivo para evitar o fim dos estoques de oxigênio e a ausência de ações emergenciais do governador foram fundamentais para ocasionar o desabastecimento na rede pública.

Para Wilker, o governo é o principal responsável pelas mortes ceifadas por conta da falta dos gases nos hospitais.

“O que se cometeu no Amazonas não foram mortes decorrentes da Covid-19, foi assassinato e execução sumária de um governador que já tinha informação sobre a necessidade de oxigênio. Mas o governo simplesmente cruzou os braços e pagou para ver”, afirmou.

“Morrer sem oxigênio é uma das maiores maldades que você pode punir um ser humano”, explicou o parlamentar, frisando que a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) já sabia, desde novembro de 2020, que a quantidade de gás oxigênio seria insuficiente para atender a alta demanda decorrente da pandemia.

Fonte: assessoria de imprensa

Publicações Relacionadas

Governo tem suspeita sobre origem de manchas de óleo, diz presidente

Fernanda Lopes

Plenário da Câmara aprova PEC do Orçamento Impositivo

Conceição Melquiades

Por 25 vezes, Movimento Brasil Livre pede impeachment de Bolsonaro

Fabiane Monteiro

Deixe um comentário

WhatsApp chat