26.5 C
Manaus, BR
26 de fevereiro de 2021
Destaques Saúde

Denúncia: Mortes no HPS Platão Araújo por falta de assistência

Uma paciente, Maria das Dores Alves Assunção, foi internada no Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo dia 18 e desde que aconteceu a internação dela, os médicos estão tratando ela como uma paciente de covid-19. Porém, os médicos não tinham feito exames para constatar o que a paciente possuía. Segundo a denunciante, Lauriane Alves Dantas, que acompanha a situação de sua mãe, pacientes que estão na Enfermaria do hospital estão morrendo por falta de assistência e existe revezamento de medicação.

A denunciante disse ao Amazônia Press que as medicações para a paciente foram dadas fora do horário e que existem as medicações checadas como dadas, mas que não são passadas. A paciente ainda está sendo tratada como covid-19 e possui comprometimento grave nos pulmões. Uma medicação importante para covid-19, um antitrombótico, não foi dada para a paciente desde o seu dia de internação. 

Ainda de acordo com a denúncia, só foi possível ter acesso ao prontuário por meio de conhecidos, como só o médico tem acesso ao prontuário e como, segundo Lauriane, é difícil um enfermeiro abraçar a causa das pessoas que estão sofrendo ali.

De acordo com a denunciante, os médicos falam a respeito de que estão priorizando pessoas da UTI. A denunciante diz que, apesar disso, pacientes que estão morrendo são os da área da Enfermaria por falta de assistência dos médicos e que há revezamento de medicação. 

Por meio da ajuda de uma vereadora, houve uma tomografia na madrugada desta quinta-feira (21) para saber a real situação da paciente. Segundo a denunciante, como a paciente está junto com as pessoas de covid-19. Se a paciente não estava com covid-19, ela atualmente já está. Maria passou mal duas vezes nesta quarta-feira (20). Só foi aplicada medicação nesta quinta-feira e a paciente está usando 15l de oxigênio por minuto. Depois da movimentação com a vereadora, Lauriane diz que agora é que os médicos estão vendo que a situação da mãe é delicada.

Nota de posicionamento da Secretaria Estadual de Saúde (SES-AM) na íntegra

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) tem empreendido todos os esforços para manter o atendimento daqueles que buscam as unidades da rede estadual de Saúde.

Como unidade de urgência e emergência, nos momentos de pico, a unidade prioriza o atendimento de pacientes com quadro clínico considerado grave, mas sem deixar de acolher os outros perfis de paciente.

A Secretaria Executiva de Controle Interno orienta que as denúncias sobre eventuais irregularidade sejam formalizadas na Ouvidoria da SES-AM.

Fonte: Assessoria de Comunicação da SES-AM.

Publicações Relacionadas

Sputnik V: revista científica The Lancet publica respostas dos russos sobre vacina para a Covid-19

Redacao

Marina Silva: ‘Bolsonaro é o Jim Jones da destruição do meio ambiente’

Victória Cavalcante

Prefeito David reforça uso de UBSs móveis em combate a Covid-19

Fabiane Monteiro

Deixe um comentário

WhatsApp chat