26.3 C
Manaus, BR
20 de junho de 2021
Destaques Política

Delegado da PF confirma pedido de afastamento de Wilson Lima

Nesta terça-feira (30), o delegado da Polícia Federal, Alexandre Saraiva explicou o intuito da operação Sangria deflagrada nesta manhã em Manaus, que resultou na prisão temporária da secretária de Saúde do Amazonas.

O delegado confirmou o pedido de prisão e afastamento do governador Wilson Lima. “A Polícia Federal não investiga pessoas, investiga fatos. O importante é que ao final tenhamos um panorama de autoria e materialidade do delito, que no caso é o desvio de recurso público destinado a compra de respiradores”, declarou.

28 respiradores foram comprados sem licitação da Importadora FJAP, especializada em vinhos, no valor de mais de R$ 88 mil cada.

A secretária de Estado de Saúde do Amazonas (Susam), Simone Papaiz foi detida numa prisão temporária com prazo de cinco dias que pode ser prorrogado por mais cinco, de acordo com o delegado Alexandre.

Por que Simone Papaiz foi presa?

Alexandre explicou que a secretária de Saúde, pode até não ter autorizado a compra dos respiradores superfaturados, mas a Secretaria de Saúde é quem dá o posicionamento técnico de equipamentos médicos.

“Além do superfaturamento, havia também uma inconsistência, uma inadequação do equipamento que seria comprado para socorrer as vítimas de covid-19“, destacou o delegado Alexandre Saraiva. Ou seja, isso poderia ter sido verificado e reprovado por Simone Papaiz.

Quais são as responsabilidades de Wilson Lima?

“O governador é o ordenador de despesas, ele que decide se vai ser pago ou se não vai ser pago. Então, dessa responsabilidade, nenhum gestor público está livre. Estamos no meio de uma pandemia, então isso acaba gerando uma gravidade muito grande”, explicou o delegado.

Wilson Lima deve responder pelas atitudes de: superfaturamento, desvio de verbas para o exterior, irregularidades no contrato e compra de equipamentos inadequados.

Wilson Lima teve bloqueio de bens e contas em uma tentativa de devolver recursos ao Estado.

Dinheiro enviado para o exterior

Segundo informações, o dinheiro foi enviado para uma empresa no exterior que fornece vinhos. Definida como uma operação “extremamente suspeita”.

Publicações Relacionadas

Vereadores de Itacoatiara buscam apoio para realização de Festival Folclórico

Conceição Melquiades

Uau! Confira o ensaio de Jéssica Guimarães e veja o que é que a baiana tem

Lara Tavares

Serafim repudia cortes de R$ 38 milhões no orçamento da Ufam

Conceição Melquiades

Deixe um comentário

WhatsApp chat