25.5 C
Manaus, BR
23 de outubro de 2020
Destaques Política

Coronel Menezes e sua trajetória como cidadão brasileiro

Candidato do partido Patriota para prefeito de Manaus, o coronel de reserva do Exército, Alfredo Alexandre de Menezes Júnior, nasceu e morou por dez anos no bairro Cachoeirinha da cidade e a partir de 1974 se mudou com seus pais para o bairro Alvorada, conhecido como ‘Cidade das Palhas’ naqueles tempos. Ele concorre para Prefeitura de Manaus junto com seu vice, o delegado Costa e Silva.

Casado há 32 anos, tem duas filhas, uma de 26 anos e outra de 20 anos. Coronel Menezes veio de uma família humilde, mas que proporcionou a ele uma educação de qualidade. “Passei no concurso e estudei no Colégio Militar de Manaus (CMM), recém inaugurado, onde fiz muitos amigos. Fui convidado para estudar na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAM), onde cursei Arma de Engenharia”, comentou ele.

Em seus 30 anos que Menezes passou no Exército, ele conquistou os postos mais altos das forças armadas. Coronel Menezes teve a oportunidade de fazer cursos universitários como Administração, Logística e Planejamento, e de combatente como Paraquedismo Militar, Mestre de Salto, Piloto de Helicóptero na Marinha, e nos Exércitos Brasileiro e Estados Unidos, Combate e Guerra na Selva pelo CIGS. Em Manaus, ele serviu no Comando Militar da Amazônia (CMA) e na 12ª Região Militar, nas áreas de planejamento, operações e logística. O candidato estudou na Escola Superior de Guerra (ESG) e Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME). Coronel Menezes foi professor da AMAM por quatro anos. Conseguiu a oportunidade de servir na Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, e Organização dos Estados Americanos (OEA), em Washington, ambos nos Estados Unidos, assim como na África, Equador e Peru.

“Comandei a primeira unidade da área de logística do Exército na Amazônia. Realizei o curso especial Alto Estudo de Políticas Estratégicas na ESG, que me deu uma ampla visão do Brasil. Migrei para a iniciativa privada, em 2010, onde gerenciei uma instituição financeira e, mais recentemente, a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa)”, concluiu o Coronel Menezes.

O vice de Coronel Menezes

De acordo com uma postagem em sua página oficial do Facebook, o delegado Costa e Silva (Patriota) é formado em Direito pelo Centro Universitário Euro-Americano em Brasília. É pós-graduado em Direito Penal pela Faculdade Processus em Brasília e pós-graduado em Direito Processual Penal pela Escola Superior Batista do Amazonas – ESBAM. Costa e Silva é também mestrando em Ciências Jurídicas do Amazonas – CIESA.

Em relação ao seu posicionamento da política, na mesma postagem na rede social, ele disse “Vejo que na política, acima de tudo, temos que ter vontade de melhorar as coisas. Depois disso temos que ter é no chão, princípios e valores para mantermos nossa integridade e não cairmos na cilada do inimigo. Em seguida, penso que o preparo é muito importante para não sermos dobrados no meio de pessoas inescrutáveis e, por fim, ter contato com as comunidades para conhecer a realidade de cada um.”

Fonte: Assessoria de Coronel Menezes.

Publicações Relacionadas

Plenário da Câmara aprova PEC do Orçamento Impositivo

Conceição Melquiades

Vigilante baleado em tentativa de assalto, quando chegava ao trabalho

Jeanne Gade

Sputnik V: revista científica The Lancet publica respostas dos russos sobre vacina para a Covid-19

Redacao

Deixe um comentário

WhatsApp chat