28.3 C
Manaus, BR
5 de agosto de 2021
Destaques Política

Bilionário Carlos Wizard, que não compareceu à CPI, está no México

O empresário Carlos Wizard, que não compareceu à CPI da Covid nesta quinta-feira (17), para quando estava marcado seu depoimento, deixou o Brasil no dia 30 de março rumo à Cidade do México, no México, e desde então não se movimentou mais. As informações são de reportagem do UOL, que teve acesso ao relatório da PF.

A Justiça Federal em São Paulo determinou a apreensão do passaporte do empresário.

A descoberta foi feita pela Polícia Federal, que tentou a condução coercitiva do bilionário desde que ele não atendeu em seu endereço em Campinas, interior de São Paulo, para comparecer à CPI. O presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), então, determinou a condução coercitiva do convocado. Nesta sexta, ele foi transformado da condição de testemunha para investigado pela CPI, junto com outros nomes.

Na última segunda-feira (14), Wizard apareceu em uma live do Youtube, onde foi cobrado nos comentários para ir à CPI. Ele chegou a recorrer ao Supremo Tribunal Federal para poder depor virtualmente, alegando estar fora do País, e tentou contratar um lobista para articular sua desconvocação.

Carlos Wizard, fundador da rede de cursos de idiomas Wizard no Brasil, é apontado como o principal financiador do lobby da cloroquina como indicação ao chamado “tratamento precoce” contra a Covid-19.

Fonte: brasil247 – Foto: Miguel SCHINCARIOL / AFP

Publicações Relacionadas

Privatização da Eletrobras: Veja como cada deputado federal amazonense votou

Flavia da Hora

UGPE conclui a formação do Grupo de Apoio Local do novo Programa Socioambiental do Governo do Estado

Shayenne Medeiros

Pacientes com Covid-19 podem ter AVC como nova complicação

Fabiane Monteiro

Deixe um comentário

WhatsApp chat
takipçi al takip2018 takipcihilesi
takipçi al takip2018 takipcihilesi