BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O presidente Lula (PT) afirmou nesta segunda-feira (4) que o ato convocado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) na avenida Paulista, em São Paulo, foi de “um cidadão” que “sabe que fez burrice” e que “pode ser preso”.

“Não sei se vocês repararam que teve um ato no domingo passado [dia 25]. Aquele ato o que que era? Aquele ato é de um cidadão que sabe que fez caca, q ue fez uma burrice, que tentou dar um golpe e que ele vai para Justiça e que ele vai ser julgado e se for julgado ele pode ser preso e está tentando escapar”, afirmou Lula.

O petista participa da abertura da 4ª edição da Conferência Nacional de Cultura (CNC), organizada pelo Ministério da Cultura, em Brasília.

O evento, que tem neste ano o tema “Democracia e Direito à Cultura”, pretende debater políticas públicas culturais e definir prioridades para as ações do setor. A última edição da conferência tinha ocorrido em novembro de 2013, no governo Dilma Rousseff (PT).