25 C
Manaus, BR
3 de junho de 2020
Agronegócio Cidades

Asprofe levará produtores rurais para expor na Sexta Verde

Nesta sexta-feira (07), um dos maiores eventos culturais amazônicos conhecido como ‘Sexta Verde‘, irá ocorrer no SESI Clube do Trabalhador, na área Norte de Manaus, que contará com a participação de 20 expositores da Associação dos Produtores Rurais do Feirão Sepror (Asprofe). A eventual atividade acontecerá das 16h às 22h e será totalmente gratuita.

De acordo com o presidente da Asprofe, Antonivaldo Sousa, a Sexta Verde será uma excelente oportunidade da população conhecer e adquirir hortifrúti de qualidade e preço acessível.

Produtor rural. Foto: Reprodução/Sepror

“Nossos trabalhadores levarão o que há de melhor da nossa produção regional. Será um bom negócio tanto para nós, quanto para a sociedade que nem sempre tem tempo de ir ao feirão na Torquato Tapajós (conhecido Feirão da Sepror)”, justificou.

Alimentação saudável

Um levantamento inédito divulgado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) aponta que oito, em cada dez brasileiros, está se esforçando para ter uma alimentação saudável. De acordo com a Fiesp, o brasileiro está mudando seu cardápio e, adicionando mais verduras, legumes e frutas ao seu prato.

Produtos para expor. Foto: Reprodução/Sepror

Além do espaço dos hortifrútis, a Sexta Verde contará com uma praça de alimentação com gastronomia regional, área kids, de beleza e bazar, totalizando 30 barracas.

“Enquanto promovemos a geração de emprego e renda diretos e indiretos, contribuímos para que a cidade tenha mais um projeto que preze pela saúde e lazer da população”, argumentou Belém.

Reeducação alimentar X guloseimas

Para os especialistas em nutrição, a adoção de um cardápio mais equilibrado previne, por exemplo, o surgimento de doença crônicas. Logo, a ingestão de frutas, verduras, legumes e cereais integrais, que contêm vitaminas, fibras e outros compostos, auxilia na defesa natural do corpo.

Mais alguns produtos que estarão no Feirão Sepor. foto: Reprodução/Sepror

Os profissionais reforçam que a reeducação alimentar não é uma tarefa tão complicada. Para eles, às vezes, uma mudança ou outra basta para deixar a alimentação mais equilibrada e saudável, sem necessariamente abrirmos mão de delícias da nossa culinária tão diversificada e rica em sabor.

* Com informações da assessoria

Publicações Relacionadas

Número de mortes violentas no país caiu 14,3% de 2017 para 2018

Fernanda Lopes

Campanha pelo respeito à diversidade religiosa têm início no Amazonas

Fernanda Lopes

Pastor Valdomiro Santiago vende cura de coronavírus por até mil reais

Lara Tavares

Deixe um comentário

WhatsApp chat