28.5 C
Manaus, BR
30 de setembro de 2020
Destaques Política

Arthur Neto expõe balanço das doações para ‘S.O.S. Amazônia’

O prefeito da capital amazonense, Arthur Neto, mostrou nesta quinta-feira (6) um balanço das doações dadas por outros países. Isto foi depois da súplica feita através da campanha ‘S.O.S. Amazônia‘ em maio deste ano, quando ele produziu cartas e vídeos a nações consideradas ricas para solicitar auxílio para o Amazonas em meio à pandemia do novo coronavírus.

Muitos brasileiros podem conhecer o movimento pró-Amazonas depois que ganhou força com a participação da ativista ambiental sueca Greta Thunberg, quem ganhou destaque mundial pelo discurso duro que fez perante o Fórum Econômico Mundial em 2019. Auxiliaram também o ‘S.O.S. Amazônia’ os jovens conectados ao movimento Friday for Future que são componentes de diversos países, como o Brasil.

O relatório da prestação de contas foi realizado em encontro com o cônsul honorário da França em Manaus, Dominique Chevé, e aconteceu na sede da Prefeitura de Manaus. A reunião também contou com a participação da presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko. Além dos dois, encontravam-se no local o titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Marcelo Magaldi, e o procurador-geral do município, Rafael Albuquerque. Também estavam presentes outros secretários e diretores do Executivo municipal.

O bate-papo foi considerado como uma conversa satisfatória e esclarecedora, segundo o que destacou o cônsul honorário da França na capital amazonense.

“Foi uma apresentação detalhada de tudo o que está sendo feito com a doação. A França ajudou após o pedido do prefeito Arthur ter uma repercussão mundial, mas hoje como a situação melhorou bastante, não tem mais noticiário internacional sobre Manaus. Então, eu vim, não para ter prestação de contas, mas sim para ter notícias de como está avançando o projeto de solidariedade, que está contribuindo para a sociedade de Manaus”, ressaltou Chevé.

O auxílio vindo de países estrangeiros

Sobre o apoio que a França está dando ao movimento ‘S.O.S. Amazônia’ no combate contra o COVID-19, Arthur Neto se pronunciou.

“Temos sido referendados por diversas instituições internacionais no que se refere à transparência das nossas ações de combate ao novo coronavírus. E a ajuda recebida do senhor presidente Emmanuel Macron está sendo fundamental para intensificarmos o rastreio de casos junto à população, com maior oferta de testes rápidos, além de garantir a subsistência de pessoas em vulnerabilidade com a entrega de cestas básicas”, disse o prefeito de Manaus.

Os recursos que a nação francesa destinou foi na casa dos €$ 500 mil, equivalente a R$ 3 milhões, para investimento no reforço de ações de enfrentamento à pandemia de 2020 nas áreas de assistência social e saúde.

“Além da França, recebemos auxílio de vários países, tivemos a ajuda da jovem Greta que, por nosso intermédio, contribuiu para que várias organizações defendam a natureza, ou seja, disparamos um gatilho certeiro nisso. Estamos muito gratos e entendemos que este é um gesto de sensibilidade internacionalista, que credencia o presidente Macron a uma posição de grande liderança global”, comunicou Arthur Neto.

Outros países colaboradores com a região foram Bélgica, Taiwan, Alemanha e Estados Unidos.

A Bélgica doou por meio de seus diplomatas para o município e da campanha #ManausSolidaria. 530 cestas básicas dadas pela nação foram distribuídas porta a porta, por todas as zonas da cidade, para pessoas socialmente vulneráveis de acordo com o sistema.

Os Estados Unidos, através de sua embaixada, realizou a doação de EPIs, como máscaras N95, luvas descartáveis, aventais, batas e outros equipamentos de proteção individual a profissionais da Semsa e da Defesa Civil. Já em outra ação, a embaixada deu 2,8 mil cestas básicas e 4,1 kit de higiene para a Casa Militar, através da Secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil.

Já Taiwan fez a doação de 100 mil máscaras, destinadas aos profissionais municipais da saúde. De acordo com a Semsa, as máscaras conseguirão atender 30 dias as Unidades Básicas de Saúde a partir do dia 20 de julho.

Através da Cáritas Arquidiocesana, organismo da igreja católica, a nação alemã doa ao município de Manaus em torno de €$ 250 mil em remédios, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), testes rápidos e outros itens em análise. Para a agilidade do repasse para a gestão pública, uma equipe técnica da Semsa está compondo o grupo de trabalho com a Cáritas.

De modo recente, Greta Thunberg venceu o prêmio Gulbenkian para a Humanidade e recebeu €$ 1 milhão. €$ 100 mil do dinheiro do prêmio foram destinados à campanha, que tem a meta de apoiar os povos tradicionais de Amazônia e etnias indígenas afetadas pela Covid-19.

Fonte: Prefeitura de Manaus

Publicações Relacionadas

Autoridades e pesquisadores discordam sobre uso de cannabis medicinal

Redacao

Ministros detalham acordo entre Mercosul e União Europeia

Redacao

Japão começa a estudar implementação de moedas virtuais

Redacao

1 Comentários

Avatar
Joao 10 de agosto de 2020 at 13:05

Essa notícia ta toda muito errada, sou da campanha SOS Amazonia e não temos nada a ver com o prefeito! Quanta manipulação um político consegue fazer???

Resposta

Deixe um comentário

WhatsApp chat