28 C
Manaus, BR
21 de abril de 2021
Bizarro Destaques

Arte Sem Fronteiras celebra 13 anos de fundação com espetáculo de dança e inauguração de filial em Parintins

A Instituição Cultural Arte Sem Fronteiras é considerada uma das companhias de dança mais famosas de Manaus. Durante sua trajetória, conquistou respeito, admiração e vários troféus em competições nacionais e internacionais. 

Nesta sexta-feira (26) o grupo completa 13 anos de fundação. Coordenado pelo coreógrafo e produtor cultural, Wilson Júnior, o Arte Sem Fronteiras tem a missão de ensinar o ofício da dança para jovens de baixa renda e, sucessivamente, formar novos bailarinos. 

Wilson Júnior relembra que a trajetória da companhia foi de muita luta e determinação, mas fica feliz pelos resultados alcançados. 

“Eu comecei esse projeto em 2008. Graças a Deus conseguimos alcançar grandes resultados e hoje somos reconhecidos em diversos lugares. A intenção é expandir cada vez mais para mais cursos que possam envolver a comunidade como um todo”, reitera.

O grupo possui cerca de 300 alunos, entre crianças, jovens e adultos, e oferece aulas de jazz, balé, dança contemporânea, dança moderna e danças populares. 

Sérgio Monteiro, diretor executivo da companhia, trabalha diretamente nas atividades do grupo há cinco anos. Ele relata os desafios vividos pelo Arte Sem Fronteiras no período de pandemia do novo coronavírus (Covid-19). 

“Apesar do reconhecimento, nós passamos por algumas dificuldades, principalmente no período de pandemia da Covid-19. Tivemos que nos reinventar no ambiente virtual, mas as atividades não pararam e vamos voltar aos espetáculos mais fortes do que nunca”, falou. 

Comemoração

Para celebrar mais um aniversário, o Arte Sem Fronteiras vai realizar uma pequena apresentação para alguns convidados nesta sexta-feira. A ideia é relembrar grandes momentos vividos pela companhia e divulgar algumas novidades que virão pela frente. 

O evento vai ser realizado na sede da companhia, localizada na avenida Duque de Caxias, 1201, bairro Praça 14 de Janeiro, Zona Sul de Manaus, e vai seguir as regras de prevenção da Covid-19, como por exemplo, uso de máscara, álcool em gel e o distanciamento social. 

A professora Íris Almeida, diretora do Arte Sem Fronteiras, não conteve a emoção ao relembrar grandes espetáculos realizados pela companhia. 

“Reviver esses grandes momentos é sempre um motivo de muita alegria. Temos a plena convicção da minha contribuição para o Amazonas e esperamos continuar trabalhando em prol da arte”, disse. 

Novos horizontes

A Instituição Cultural Arte Sem Fronteiras soma participações em diversos eventos, entre eles: o Festival Folclórico de Parintins, o Festival de Dança de Joinville e o Festival de Dança do Amazonas.

Entre as novidades que serão anunciadas pelo grupo vai ser a inauguração de uma filial em Parintins, distante a 369 quilômetros de Manaus, prevista para acontecer em abril deste ano. 

A bailarina Irian Butel será responsável por conduzir as atividades do Arte Sem Fronteiras na Ilha Tupinambarana. Ela teve o primeiro contato com o grupo em 2018, quando o Boi Caprichoso se preparava para gravar o DVD “Sabedoria Popular: Uma Revolução Ancestral”. 

Ela ressaltou que as atividades da nova filial vão ajudar na formação artística dos bailarinos residentes no município. 

“Os profissionais de dança em Parintins sentem falta de um espaço voltado para essa área. A expectativa é a melhor possível. Espero que a gente possa perpetuar e educar os jovens de Parintins por meio da dança. Claro, respeitando a cultura local e as linguagens artísticas”, explicou. 

Ficha técnica

Fundador: Wilson Júnior
Diretor: Íris Almeida
Diretor executivo: Sérgio Monteiro
Secretária: Rejane Santos 
Diretor de mídias: Dheysson Lima
Comunicação: João Paulo Castro
Professores: Bruno Sousa, Jéssica Moça, Bárbara Aranha, Wilson Júnior e Iris Almeida

Filial Parintins, Direção: Irian Butel 

Confira suas redes sociais:

Instagram: @artesemfronteirasoficial e @artesemfronteirasjr
YouTube: Arte Sem Fronteiras Instituição
Facebook: Instituição Cultural e Educacional ASF

Fonte: Assessoria.

Publicações Relacionadas

Prefeitura de Manaus entrega praça Dom Pedro II revitalizada para a sociedade

Luciana Silva

Palácio Rio Negro e Povos da Amazônia são abertos para visitação

Fabiane Monteiro

Ninguém é capaz de perdoar tudo por amor

Francisco Araujo

Deixe um comentário

WhatsApp chat