30.3 C
Manaus, BR
24 de julho de 2021
Destaques Entretenimento

Amores de pandemia

Será que a pandemia está deixando as pessoas mais carentes ou mais autossuficientes em relação aos relacionamentos? Há mais de um ano as pessoas estão se habituando a novos formatos de vida. Para alguns tudo mudou, afinal o isolamento deixou diversas profissões e ocupações completamente diferentes, houve também a mudança radical de contatos pessoais e relacionamentos. 

Passando muito mais tempo juntos, alguns casais não se deram conta do recado e se separaram. Assim como a carência de estar sozinhos aproximou muitos novos casais (aqueles que tiveram a coragem de encontrar-se mesmo com a possibilidade de contrair o Covid-19). Uma boa avaliação para encontrar alguém e perder aquele receio de se contaminar, ela já ter testado positivo e garantir aquele tempinho de imunidade após os dias de contaminação. É engraçado que estamos ficando PhD em  tempo de contaminação, variáveis, laboratórios das vacinas, e tantos outros assuntos relacionados ao nosso dia a dia atual. 

Já que a balada foi vetada, sem questão de dúvida, corretamente e absurdamente necessária, ter alguém nesse momento é algo que pode ser mágico. Ou catastrófico. A certeza é que este relacionamento será intenso, pois se você não tem mais as saídas semanais para relações sociais, você terá companhia para ir ao mercado, caminhadas, filmes, noites de maratonar séries, pedidos de delivery, entre outras necessidades da pandemia. Mas também terá que explicar mais, conversar mais, debater mais, ou seja, conviver muito mais! 

E aí é que está a questão: há quem ame esse novo momento, há quem queira ficar mesmo sozinho, com seus pensamentos e vontades. Porque se um relacionamento exige dedicação, um relacionamento na pandemia exige dedicação extra! Ou você vai conviver muito mais com essa pessoa, ou muito menos! Depende da vibe de vocês. Uma coisa é certa: qualquer tipo de relacionamento pessoal neste último ano se modificou. Até mesmo dos bebês, que não aproveitaram os parquinhos e pracinhas para fazer novos contatos e comer areia do chão. Eles também estão crescendo com aquele mood de menos amigos…

Se para algumas pessoas a pandemia não está acontecendo de fato nas suas vidas, para a maioria ela é uma realidade. Que modificou tudo ao redor, principalmente as relações humanas e sociais. É propício o momento para organizar a casa, a nova rotina, muitas vezes a nova profissão ou o novo formato de trabalho. Há quem queira um bom relacionamento agora, há quem esteja bem feliz sozinho. Sem julgamentos, apenas com a certeza que as coisas mudaram, e os relacionamentos também. E cada um escolhe seu amor de pandemia: alguém para seguir na caminhada ou a sua própria companhia!

Por Mariana Goulart- Foto: Andriy Petrenko – Ukraine

Publicações Relacionadas

Filho de Sandy e Lucas Lima completo 6 anos e pai faz post com recado

Francisco Araujo

Fluminense x Corinthians AO VIVO (1-0)

Redacao

Briga de Gigantes: Omar Aziz vai pra cima da conselheira do TCE Yara Lins

Flavia da Hora

Deixe um comentário

WhatsApp chat
takipçi al takip2018 takipcihilesi
takipçi al takip2018 takipcihilesi