24 C
Manaus, BR
28 de outubro de 2020
Artigos Pastores Edson e Lenir

A Suficiência de Jesus

Quando eu era criança, em Itaboraí, interior do estado do Rio de Janeiro, no início da década de 1960, eu ouvia papai, nos apelos,  que fazem parte da liturgia do culto, da Assembleia de Deus, dizer: Quem quer aceitar a Jesus como único e suficiente salvador? Aquilo sempre me intrigou. Porque único e suficiente dando a entender que para alguns só Jesus não era suficiente? Um dia me enchi de coragem (naquele tempo era quase um pecado mortal, um crime hediondo, uma criança contestar a um adulto ou  fazer alguma  pergunta que pudesse causa algum constrangimento) e perguntei a papai por que ele reforçava “como único e suficiente salvador”. Papai, tomado por uma paciência enorme e movido por uma alegria maior ainda ao sentir o meu interesse pelo assunto, começou a me explicar didaticamente. Segundo ele, as pessoas mais pobres e menos alfabetizadas eram propensas a ter uma série crendices e muitas vezes elas acrescentavam tudo isso à fé. Contou-me que João evangelista, um evangelista da Assembleia de Deus da década de 1940, quando visitava uma congregação, no interior de Minas Gerais, deparou-se com a membresia toda prostrada por causa de uma enfermidade que assolara a cidade. Em tom de brincadeira ele disse: o que a igreja está precisando é tomar um chazinho de Salmos 91.

Voltando aquela cidade, após algum tempo, recebeu o testemunho de que todos os que tomaram o dito chazinho do Salmos 91 ficaram curados. E papai continuou dizendo: Isso é acrescentar as crendices à fé. Pois bem, a igreja cresceu, galgou novos patamares na sociedade, alcançou não só a classe média, como também a classe rica, viu multiplicar o número de seminários, teve acesso a literaturas e foi premiada com a era digital, que traz o conhecimento em tempo real e mesmo assim Jesus ainda não é suficiente. Dias atrás recebi uma mensagem,  no meu watts app,  pedindo para que eu procurasse dentro da minha Bíblia um fio de cabelo, pois o Senhor revelou a alguém que quem achasse o fio de cabelo na Bíblia era um escolhido do Senhor e blá blá blá. Nem ouvi o resto da mensagem. Primeiro que tenho 28 Bíblias e não tenho tempo para ficar folheando a Bíblia, página por página, para procurar um fiapo de cabelo. Segundo que isso beira à feitiçaria e só não o é porque é bobo demais. E em terceiro, escolhido prá quê? Uma irmã uma vez sugeriu-me à pregar descalço por que isso facilitaria o contato direto com o Espírito Santo, pois segundo ela, o Espírito Santo é uma energia. Só faltou dizer que precisava de fio terra. Outra vez fui criticado por um líder por pregar sem talit e kipá. Disse-me que isso era considerado um desrespeito ao Eterno e que Yeshua jamais  iria me abençoar. Nessa hora, só me vem a lembrança o Hino 139, da Harpa Cristã, que é uma aula de teologia.

Jesus meu eterno redentor

 Já o Filho de Deus é descido do céu; a obra perfeita na cruz consumou; e ali Sua carne, rasgada qual véu, vivo caminho para o céu nos consagrou.

Jesus é meu eterno Redentor! Por Seu sangue lá remido estou; deu-me paz, poder consolador; vivo contente, pois Ele me amou.

 Por Adão, o pecado no mundo entrou; ninguém dessa lei se podia libertar; mas o Filho do homem por nós triunfou, nEle podemos do mal ressuscitar.

Do inferno, que paga aos maus, há de dar, do medo da morte, esse dardo cruel, do abismo eterno te pode salvar, só Jesus Cristo, o bom Emanuel.

Bem alegres buscamos a pátria de amor, a qual Deus no céu para nós preparou, onde sempre veremos o nosso Senhor, Cristo Jesus, que do mal nos libertou.

Não sei se estão complicando demais o evangelho ou se isso que aí está nem é evangelho. Eu prefiro crer que Jesus é o meu único, eterno e suficiente salvador.

Edson e Lenir de Jesus – São Pastores da Igreja Batista Bíblica de Flores – Uma Igreja de Poder – Manaus – AM.

Publicações Relacionadas

Não terás outros deuses diante de mim

Francisco Araujo

Estudando sobre o Natal, separei cinco pequenos tópicos para nossa meditação:

Francisco Araujo

Teologia da prosperidade

Francisco Araujo

Deixe um comentário

WhatsApp chat