26.5 C
Manaus, BR
27 de setembro de 2020
Meio ambiente

A maior soltura de peixe-boi da Amazônia

Peixe -boi

Doze peixes-bois da Amazônia serão reintroduzidos na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu-Purus, próximo ao Município de Beruri e 173 km de Manaus, entre os dias 22 e 25 de março, pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) em parceria com o Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia e o Museu na Floresta.

A maior soltura de peixes-bois da Amazônia já realizada na história.

A soltura de peixes-bois é a última etapa do Programa de Reintrodução  do Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia, patrocinado pela Petrobras que devolve animais resgatados e reabilitados aos rios na região amazônica.

“Eles são animais dóceis e com movimentos lentos, por isso acabam sendo alvos para a caça. E para restabelecer a população dessa espécie, que é muito importante para o equilíbrio dos ecossistemas aquáticos, a Ampa e o Inpa realizam o Programa de Reintrodução de Peixes-Bois há dez anos”, explica Vera da Silva pesquisadora que é doutora pela Universidade de Cambridge be coordenadora do projeto.

Os animais que serão devolvidos à natureza foram vítimas de caça ilegal ou captura acidental, explica o biólogo responsável pelo Programa de Reintrodução de Peixes-bois, Diogo de Souza.

“Os peixes-bois filhotes resgatados são reabilitados no Inpa em tanques de fibra. Geralmente, eles perdem a mãe para a caça ou são pegos em redes de pesca”, diz Souza que é mestre em Biologia de Água Doce pelo Inpa.

Programa de Reintrodução de Peixes-bois da Amazônia, com apoio da Ampa. foto: assessoria

Conheça o projeto 

O Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia, patrocinado pelo Programa Petrobras Socioambiental, é executado pela Associação Amigos do Peixe-boi (Ampa), tem a parceria do Projeto Museu na Floresta, uma cooperação com a Universidade de Kyoto (Japão) e o apoio do Aquário de São Paulo.

A coordenadora do Projeto, a pesquisadora do Inpa, Vera da Silva, alerta que o peixe-boi da Amazônia (Trichechus inunguis) é uma espécie ameaçada de extinção ” essa ação é  essencial para a conservação da espécie assim trabalharemos para o futuro de novas gerações” complementou.

O Inpa já reintroduziu aos rios da Amazônia 23 peixes-bois. Desde 2016, eles são soltos na RDS Piagaçu-Purus, baixo rio Purus, onde as comunidades dessa unidade de conservação do estado do Amazonas são parceiras do Programa.

“Nossa ideia é levar de maneira recorde doze animais de uma só vez. O sucesso das solturas passadas com os animais se readaptando muito bem à natureza, nos permitiu acelerar o processo”, ressalta Diego.

A última soltura aconteceu em abril de 2018, quando foram reintroduzidos dez animais, cinco machos e cinco fêmeas.

 

Com informações da assessoria.

Publicações Relacionadas

Amazônia vai ganhar departamento exclusivo, por Papa Francisco

Redacao

Prefeitura garante serviço semanal de coleta de lixo em ribeirinhos

Fabiane Monteiro

Ibama apreende mais de mil toneladas de pescado irregular em 14 estados

Conceição Melquiades

Deixe um comentário

WhatsApp chat