A crise na educação e a rebelião nos presídios

Edson B. B. Jesus2

Pitágoras, o filósofo grego, que viveu nos anos 500 ac, declarou: Educai as crianças para que não seja necessário punir os adultos.
Dois fatos lamentáveis levaram Manaus à visibilidade em todo país e até no exterior, que foram a greve dos servidores da educação e a rebelião no sistema carcerário, com 55 mortes. Infelizmente, mesmo que não queiramos enxergar, mesmo que façamos vista grossa, uma coisa tem tudo a ver com a outra.

De um lado, os servidores da educação, com o sistema falido, sucateado, mal remunerado, praticamente mendigando um reajuste salarial justo e mais que merecido. Por outro lado, um sistema penitenciário que não ressocializa. Muito pelo contrário, é uma verdadeira pós graduação em criminalidade.

Professores desvalorizados e desrespeitados pelo estado, pelos pais e pelos alunos. Professores que teimam em viver o seu chamado, seu sacerdócio em formar cidadãos.

Professores vítimas de agressões de todas as formas possíveis e imagináveis, incansáveis sonhadores, vislumbrando um mundo melhor, que só é possível a partir de uma educação básica, sólida, de qualidade e recheada de amor.

O sistema penitenciário que não somente pune, como acaba com qualquer tipo de chance de reabilitação daquele que um dia, por infelicidade ou destino, saiu da linha reta da justiça e pegou o atalho da marginalidade.

Perdi completamente a esperança e a capacidade de sonhar com a constatação que o estado gasta quase cinco mil reais mensais para cada detento e exibe a mixaria vexatória e humilhante de pouco mais de três mil reais com o salário dos professores, como se fosse uma coisa estratosférica, um troféu de bondade.

Enquanto isso, as nossas escolas perderam o status de templos do saber e viraram um ambiente nocivo, perigoso e violento, com livre circulação de drogas e passarelas onde poderão revelar novos líderes do crime organizado.

Já nos presídios, para onde iam as pessoas privadas da liberdade, hoje são verdadeiros quartéis, muito bem organizados, com uma rígida hierarquia e com um eficiente alistamento, com uma conivência vergonhosa do governo e excesso de concessões das leis.

Ainda não entendemos que a educação é a base de tudo. Se investirmos mais em educação, gastaremos menos na segurança e na saúde.

Quero dedicar este texto e toda a minha indignação à minha primeira professora, minha amada Dona Maria Lídia, ainda viva, com os seus quase noventa anos, a quem devo tudo o que sei e sou; minha segunda mãe, minha heroína e a todas as minhas professoras e professores.

Edson BB de Jesus – Pastor da IGREJA BATISTA BÍBLICA DE FLORES – Uma Igreja de Poder – MANAUS – AM.

9 COMENTÁRIOS

  1. Sem contar com alguns terríveis aspectos, não citados no texto:

    1. Boa parte da população carcerária é formada de pessoas que receberam nomes bíblicos, provavelmente filhos de evangélicos ou de simpatizantes, mas que não conseguiram perpetuar a fé, ensiná-la a seus filhos…

    2. Estamos falando de Manaus, a capital apostólica que emite diuturnamente bênçãos e profecias para a cidade e a nação, e nenhuma se cumpre!

    Dói na alma!

  2. A educação é muito importante para a boa formação do ser humano, com certeza os professores merecem e devem ser muito mais valorizados, mas infelizmente nao é o que acontece. Mas nao percamos a esperança em dias melhores.

  3. “A educação é um processo social, é desenvolvimento. Não é a preparação para a vida, é a própria vida.”
    Já dizia o teórico americano John Dewey.
    Desta forma fica evidente, que sem educacao não se tem vida, logo teremos uma sociedade morta, morta; de sentimentos , conhecimentos , crescimento econômico, social e político .

  4. Cada vez mais a sociedade está carente em diversos aspectos e por sua vez potencializando o que não nos agrega valor cultural, emocional e espiritual. O profissional responsável pela educação vem sofrendo em diversos aspectos, concordo com seu posicionamento em relação aos 2 temas onde alguém que teve ou não a oportunidade de estudar e hoje virou bandido vem sendo mais paparicado do que a classe dos educadores. Foi-se o tempo que professor era autoridade em sala de aula, hoje em dia se o professor é mais novo que o aluno sofre até buling. Oremos pela nossa nação e que Deus cuide de todas as decisões policiais, educacionais, salariais e tudo que for necessário para termos um país harmonioso perante aos olhos de Deus

  5. É uma situação lastimável o que estamos vivendo nos dias de hoje, a omissão do Estado nos dois sentidos, tanto educacional quanto carcerário, é como se não existisse nem um e nem outro, nada se faz a respeito para que haja uma melhora, país que jogam seus filhos na escola com a finalidade de se livrar deles, não punem, não educam, não ensinam a formar cidadãos de bem e de caráter, simplesmente deixam os filhos a mercê de estranhos e pouco se preocupam sobre a educação familiar que forma a personalidade do ser humano como pessoa, do outro lado, professores mal remunerados que lutam dia após dia contra o sistema para educar e guiar filhos alheios para que os mesmos não caiam no mundo da criminalização, é uma realidade triste e a impunidade anda solta por aí!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here